sábado, 24 de setembro de 2011

O LIVRO [Debora Bottcher]

Hoje acontece, em Belo Horizonte, o primeiro lançamento do livro 'Acaba Não, Mundo', que, como vocês - leitores diários ou eventuais - já sabem, é a coletânea de 13 anos de crônicas desse espaço.

Um frio me percorre a espinha quando penso na ocasião e só não invejo os autores que lá estão, porque daqui a quinze dias passarei por esse prazer. Um pouco de dúvida me assolou esses dias, quando li e reli meu apanhado de crônicas: será que escolhi mesmo os melhores textos que escrevi? Confesso que acho que não, mas agora só posso esperar complacência dos leitores.

E aí peguei-me pensando nos (des)caminhos que um projeto percorre até se ver assim, pronto, do jeito que foi idealizado, desejado e, especialmente, muito trabalhado.

Pensei na ousadia maior de Eduardo Loureiro, que em nenhum momento titubeou, apesar dos tropeços, dificuldades e marés do avesso - e se pensou em desistir, logo aprumou-se de novo, valente e determinado a não deixar nenhum revés lhe roubar o sonho.

Que fique registrado: lançar um livro não é fácil. Tanto mais quando envolve não só textos próprios, mas de outras tantas pessoas. Mesmo que se tente limitar as opiniões e decisões mais relevantes a uma 'pequena comissão', o processo exige grande dose de paciência e diplomacia, porque é como pisar em ovos - e não se faz uma omelete sem quebrá-los, diz o ditado. Mas Eduardo, diga-se de passagem, conseguiu se virar muito bem na tarefa de líder driblando os entraves e priorizando os laços para não desfazer (ou estragar) amizades. Essa é uma virtude que precisa ser exaltada - além da dedicação exacerbada que ele conferiu a esse projeto.

Por isso - e por todos esses anos de convivência e oportunidade - expresso meu agradecimento por ter sido uma das escolhidas para fazer parte desse livro.

Tomara ele voe sem limites - não é mais nosso! -, deleitando pessoas de todos os cantos do país - essas que já nos lêem aqui e outras tantas que esperamos cativar...

Aí, então, o sonho estará completo.

Partilhar

3 comentários:

Eduardo Loureiro Jr. disse...

Debora, se pudermos prognosticar um voo pela sua decolagem, será um belo voo esse do nosso livro. Foi um lindo e aconchegante lançamento, abrindo realmente a janela para um Belo Horizonte. Próxima aterrissagem: São Paulo.

fernanda disse...

Depois das palavras do Eduardo, não tenho nem o que dizer. Realmente, foi muito bom. E estaremos juntas em São Paulo (vai ser ainda mais especial pra mim, que poderei conhecer você, a Carla, a Kika e tantos outros).
Beijos!

Kika disse...

Lindas as suas palavras. Não vejo a hora de falarmos pessoalmente, enfim!
beijos e saudades!