domingo, 18 de outubro de 2015

SANTO ANÓFERO E OUTROS TANTOS
>>Eduardo Loureiro Jr.

Não bastasse fazer o milagre, o santo ainda tem que adivinhar se quem está sendo chamado é mesmo ele...

Esses dias, tive acesso a uns bilhetinhos de fiéis de Santo Onofre. Uns o chamam de Santo Nofre. Outros de Anofe ou Anofi. Há aqueles, talvez os mais chegados, que o chamam carinhosamente de "Nofe". E aqueles outros que, talvez querendo demonstrar algum tipo de erudição, chamam o santo de Anófito ou Anófero. Tem quem confunda as consoantes dentolabiais e chame o pobre Onofre de Santo Onove ou, pra simplificar, Santonove.

Talvez, entre os muitos atributos da santidade, como os de fazer milagres e aparecer em mais de um lugar ao mesmo tempo, exista também um poder especial para saber que se está sendo chamado não pelo que está dito ou escrito, mas pelo pensamento mesmo do fiel.

De todo modo, não seria de se estranhar se o santo em questão, nosso Santo Onofre, negasse o favor do milagre a quem o chama de Santa Antrofe (veja bem, no feminino) ou Santa Antonofre. A não ser que os santos também tenham transcendido essa questão de gênero.

Se o santo atende o pedido torto, não sei. Só sei que está demorando muito para acontecer no Brasil o milagre da completa alfabetização.

Partilhar

5 comentários:

Lilu disse...

O céu sorri com suas crônicas mais recentes. Em desterro ou na realidade analfabeta, são muito bem humoradas. Muito bem escritas. Muito bem, meu bem! Grata. :)

}{

Eduardo Loureiro Jr. disse...

Grato, Linda. :)

albir silva disse...

Musiquinha de natal reclama com Papai Noel: "...ou então felicidade é brinquedo que não tem!". Temo que alfabetização seja milagre que não tem.

albir silva disse...

Ou talvez não interesse.

Eduardo Loureiro Jr. disse...

Pois é, Albir. Temos que nos interessar para fazer o milagre acontecer. :)