sexta-feira, 2 de maio de 2014

INSPIRAÇÃO... >> Paulo Meireles Barguil

– Duju, eu li, várias vezes, o contrato que você me enviou e não encontrei previsão para folga – confessei ao criador do Crônica do Dia.

– Como é que é, Paulinho? Você voltou tem somente dois meses, escreve quinzenalmente e ainda quer folga? – retrucou o Editor.

– Esclarecendo: eu quero saber se tenho direito. Só depois, se for o caso, é que vou querer usá-lo. Quer dizer, eu só iria folgar se existisse previsão legal. Você sabe: meu superego iria me pressionar muito para eu não falhar e eu acabaria por concluir que seria mais econômico cumprir a obrigação e ficar em paz do que não escrever e ficar em guerra – falei para o Eduardo.

– Paulo, o melhor, para nós oito, incluindo as minhas e as suas estruturas psíquicas elaboradas por Freud, é você escrever a crônica de amanhã! – respondeu-me, laconicamente, ele.

– Hoje é 1º de maio! Uma amiga me mandou uma mensagem no Whatsapp dizendo que trabalhar hoje dá azar – apelei, já com pouca esperança de conseguir o indulto.

– E desde quando escrever uma crônica é trabalho? Você está perdendo o seu tempo e o meu também. Em vez de ficar nesse chororô, você já poderia ter escrito quase a metade de uma crônica! Quero ver sua crônica amanhã de manhã no site. Boa inspiração! – respondeu ele, ainda paciente, encerrando a conversa.

– Ok! Me aguarde... – finalizei o contato, tentando deixar no ar um clima de incerteza.

Inspiração... Expiração... Inspiração... Expiração... Inspiração... Expiração...

Contando até 10...

Inspiração... Expiração... Inspiração... Expiração... Inspiração... Expiração...

Contando até 100...

No final de março, fiz o curso Arte de Viver Parte 1, no qual são divulgadas algumas ideias e técnicas formuladas por Sri Sri Ravi Shankar, que objetivam uma Humanidade mais harmoniosa. Sobre a respiração, ele afirma:

"A primeira coisa que fizemos quando chegamos a esse planeta foi tomar uma inspiração profunda e depois começar a chorar. E a última coisa que faremos será expirar, e então os outros irão chorar! Durante toda a vida, nós estamos inspirando e expirando, mas aprendemos muito pouco sobre a nossa respiração! O ritmo da respiração pode nos ajudar a entrar em contato com o elemento mais profundo de nós mesmos, nossa alma, nossa consciência, nosso SER, fazendo com que nos sintamos conectados com todos, com tudo no mundo. Nós precisamos aprender um pouco mais sobre a nossa respiração. Sem respiração, não há vida. Conhecendo a respiração, conhecemos a vida!".

Inspirar para não pirar, para não parar – na vida e no Crônica do dia...

Partilhar

3 comentários:

Cristiana Moura disse...

Adorei! Mas... e a gente tem folga? rs

Eduardo Loureiro Jr. disse...

Como personagem não tem direito de resposta, só pode rir da (ins)piração do escritor. :)

NOTA DO EDITOR. No "contrato", está assim: "No Crônica do Dia, não temos férias. Mas quando você precisar tirar umas 'férias', é só avisar, de preferência escrevendo uma crônica sobre isso."

albir disse...

Muito bom texto, além de provocar esclarecimentos de natureza trabalhista.