Pular para o conteúdo principal

DOCE DELEITE >> Fernanda Pinho



Eu sou o leite e você me pôs no fogo. Me aqueceu sem que eu pedisse. Me tirou do conforto da minha Tetra Pak. Me deixou em fogo baixo. Parecia não ter pressa. E não tinha mesmo. Seu prazer estava em ficar ali, vigilante, a me observar. Mas mesmo quando aquecido em fogo baixo, uma hora o leite atinge a fervura. É a lei natural da química. Ou seria da física? Não entendo nada disso. E também não entendo nada de você. Como compreender que depois de tanta vigilância você iria se dispersar justo quando fervi? E agora? Quem vai pagar o preço pelo leite derramado?


Sua única chance seria aceitar dividir essa conta comigo. Eu estou te dando essa chance. Uma chance e uma dica: cuidado para não perder o ponto. A linha entre o doce de leite e o leite azedo é tênue. E se eu azedar, alguém vai ter uma indigestão das brabas.

Foto: www.sxc.hu
www.twitter.com/ferdipinho

Comentários

Que graça, Fernanda! Fiquei até com "bigodinho". :)
Samara disse…
Breve e certeira. Ótimo texto, Ferdi!
Abner Martins, disse…
olá, estou te seguindo. Gostei muito do blog. PArabéns pelo texto


segue-me tbm: abnerlmesmo.blogspot.com

até mais
Carla Dias disse…
Ferdipinho... Quem consegue escrever bonito assim falando sobre leite, sabe bem sobre a temperatura ideal. Sua micrônica tá uma coisa de linda! Bjs!
Marilza disse…
Fe, muito bom! Ainda resta sempre uma esperança viu? Se o leite azedar, ainda dá pra fazer uma gostosa ambrosia....rsrsrs
Micrônica de uma macromulher. É muito leite pro bico de mané.
albir disse…
Que beleza, Fernanda!
Jujú disse…
UAU!

Sem palavras...uma de suas melhores crônicas! Como disse a Carla se vc consegue escrever bonito falando sobre leite, escreve bonito sobre qualquer coisa!

É lindo ver sua evolução como mulher, pessoa e escritora.

Orgulho, sempre!

beijos
eduardo.kiwi disse…
muito bom fee!

a proposito, to adorando o livro "Cartas para meus amigos" :)

beeijos
Não gosto de leite, mas amo doce de leite. Aliás? o que é aquele doce que vc me deu???? manda mais! kkkkkk

E gostei mais ainda da crônica, sutil, muito sutil e bela!

Beijo
fernanda disse…
Pessoal, muito obrigada pelos doces comentários! Assim não tem como azedar :)

Beijos!!!