quinta-feira, 24 de março de 2011

DECLARAÇÃO UNIVERSAL
DOS DIREITOS DA MULHER COM TPM
>> Fernanda Pinho



Preâmbulo

Considerando as alterações hormonais que afetam as mulheres durante os dias que precedem o período menstrual, e seus consequentes transtornos psicológicos e sentimentais, fica estabelecido que:


ARTIGO I

Toda mulher em dias de TPM tem direito a comer uma caixa de bombons inteira (não ouse se aproximar da caixa) e a tomar leite condensado direto na lata. E que isso não implique em alterações na balança.

ARTIGO II

Toda mulher em dias de TPM tem direito à preferência no trânsito; a encontrar todos os sinais abertos; a receber passagem dos outros motoristas; a encontrar vagas sem que haja necessidade de baliza; e a não ouvir nenhuma buzina — salvo em casos de buzina utilizada como ferramenta de paquera.

ARTIGO III

Toda mulher em dias de TPM tem direito a deitar a cabeça no colo da mãe e chorar de medo de qualquer coisa. Exatamente como fazia aos cinco anos de idade e acordava com pesadelos.

ARTIGO IV

Toda mulher em dias de TPM tem direito a recusar ligações de clientes insuportáveis; a chorar na frente do chefe, caso seja repreendida; a manter-se muda durante as reuniões; podendo, em casos mais graves, até receber o dia de folga. Sem que isso interfira no seu futuro profissional.

ARTIGO V

Toda mulher em dias de TPM tem direito a dizer que está gorda; que está cheia de fios brancos; que o cabelo está um desastre; que sua pele está um lixo; que suas celulites de multiplicaram como Gremlins. Desde que NINGUÉM concorde com ela.

ARTIGO VI

Toda mulher em dias de TPM tem o direito de se abster da obrigação de dizer "bom dia", "bom tarde", "boa noite", “por favor”, “com licença”, sem ser taxada de grosseira e mal-educada.

ARTIGO VII

Toda mulher em dias de TPM tem o direito de esquecer: esquecer o aniversário de um parente, esquecer de pagar uma conta, esquecer de ir ao dentista, esquecer de enviar um orçamento, e outras coisas que agora esqueci (estou no meu direito).

ARTIGO VIII

Toda mulher em dias de TPM tem direito a estourar o limite do cartão de crédito comprando sapatos que não fazem seu estilo, roupas que só usaria se fosse convidada para uma festa brega, bolsas que custam uma fortuna, embora não acomodem nem um celular. E que nada disso conste na fatura do mês seguinte.

ARTIGO IX

Toda mulher em dias de TPM tem direito a reclamar com o namorado de qualquer coisa da qual já tenha reclamado um milhão de vezes; a chorar por causa dele; a chorar no telefone com ele; a não atender as ligações dele; e até a terminar com ele. Desde que, passado o período, ele finja que nada disso aconteceu.

ARTIGO X

Toda mulher em dias de TPM tem o direito de fazer com a sua TPM o que bem entender: um dramalhão mexicano, uma tragédia grega, uma comédia pastelão, uma crônica, que seja. Desde que isso lhe renda elogios, para que não fique traumatizada e inibida de escrever para todo o sempre.




Partilhar

15 comentários:

Louro Neves disse...

Crônica sensacional, fantástica!
Meus traumas relacionados à TPM me dizem que devo economizar nestes comentários; ou não? Sei lá; parece que dizem mesmo é o contrário. Que dizer nessas horas?

Carla Dias disse...

Fernanda... Se a sua declaração se tornar lei, bom, acho que não haverá mulher que, no ápice da sua TPM, não sorrirá e irá declarar esta a melhor fase do mês. Crônica impecável, sacada perfeita, minha cara. Você é demais mesmo! Beijos.

Laís disse...

Só você mesmo, quem nos dera ter todos esses direitos!!!!!

Léo Santos disse...

Nunca li um texto tão verdadeiro. É bem assim. Mas, relaxa, nossa sina é aturar toda mulher, com ou sem TPM.

Um abraço!

Anônimo disse...

Ferdi, ótima crônica!!! Beijocas Zélia

Marilza disse...

Perfeito!E digo isso nao por conta do artigo X não...Fique tranquila. A crônica está fantástica!

Jujú disse...

Apoiado amiga....Nossa, espero que isso um dia vire lei!

Nós mulheres ficaremos muito agradecidas!rs

Beijocas, amore!

P.S - Nem preciso dizer que estou morta de saudades e louca pra ter notícias suas! Apareça!

albir disse...

Fernanda,
a partir de sua crônica, vamos respeitar esses direitos mesmo quando, por falta de sinalização, não soubermos se são os dias tais.

Eduardo Loureiro Jr. disse...

Fernanda, desses direitos todos, eu só reconheço um: o de fazer da TPM uma crônica (desde que seja tão bem escrita quanto essa sua). É a única forma de não acionar a TPM masculina: "Tô Partindo, Mulher. Tu Passou da Medida. Trate de Procurar outro Macho."

Mônica disse...

Amei, Fernanda!
Ah, se toda TPM rendesse uma crônica dessas :o)
Abs,

Cacá - José Cláudio disse...

Oi, Fernanda, eu estou com medo de comentar. Vai que esse texto foi escrito numa semana de TPM!!!
Abraços. paz e bem.

Anônimo disse...

ótima crônica Fernanda !!!
A partir dessa crônica toda mulher deve começar a lutar pelos direitos em dia de tpm .. Beijoos ;*

fernanda disse...

Gente, vocês levaram a sério o Artigo X. Que bom!! Muito obrigada pelos comentários...deu até vontade de prolongar minha TPM por mais uns dias...mas já passou...rs.
Beijos!

..DONA DAS BATATAS.. disse...

Vou imprimir três vias: 1. pra deixar na bolsa; 2. pendurar na porta do meu quarto e 3. deixar junto com o código de defesa do consumidor no meu consultório! rsss... Você é minha ídola, até na TPM (só pra constar). Não há Buscopan que se compare a você. AMO!

Oliveira Simoes disse...

Fernanda, adorei o seu estilo leve e bem humorado. A sua crônica está simplesmente fantástica. Vou mandar o link às minhas amigas e tenho quase certeza que elas vão concordar com você. :-)