terça-feira, 21 de setembro de 2010

O TEMPO DO TEMPO >> Clara Braga

Esses últimos dias têm sido tão corridos que eu nem tenho visto o tempo passar, é tanta coisa pra fazer que o dia parece ter 12h e não 24h. Eu sei que é comprovado, o tempo é sempre o mesmo todo dia, mas atire a primeira pedra quem nunca sentiu o tempo passar mais rápido ou mais devagar.

Com certeza não fui só eu, afinal, quantos historiadores e filósofos já escreveram sobre o tempo? Desde a época de Platão, o tempo já é um tema famoso! Quantos filmes têm o tempo como tema principal? E na música então, Cazuza mesmo já dizia que o tempo não para, Caetano Veloso tentou fazer um acordo com o tempo, Renato Russo disse que temos todo o tempo do mundo e também que não temos tempo a perder, enfim... muitos outros também já escreveram sobre o tempo, mas eu nem preciso ir tão longe assim, quem nunca recorreu àquela famosa frase quando já não sabia mais o que dizer a um amigo: "Com o tempo tudo se resolve".

Acho que eu sei por que o tempo é tão famoso e intriga tanto o homem, é porque não podemos controlá-lo, ele sempre vai passar da mesma forma todo dia, a gente não pode fazer o tempo passar mais rápido nem podemos correr do tempo, mas ninguém me convence de que o tempo passa da mesma forma quando eu estou na sala de espera do dentista. Tenho certeza que nessas horas alguém aperta o botão "slow motion".

Às vezes, eu também gostaria de poder voltar no tempo, não pra mudar alguma coisa, mas pra viver alguns momentos novamente. Duvido que exista alguém no mundo que nunca quis reviver um momento.

Mas, enfim, deixando toda essa filosofia de lado, eu só sei que o tempo é o todo-poderoso que tem a solução para todos os problemas de todas as pessoas, só que leva tempo até que a gente leve ele a sério.

Partilhar

8 comentários:

Eduardo Loureiro Jr. disse...

Um dos meus temas favoritos, Clara. Tanto que estou me coçando, há alguns dias, para escrever uma crônica sobre uma tentativa minha de "controlar" o tempo. Mas o meu problema é outro: tenho tempo demais. :)

Andre v disse...

gostei muito da sua cronica, eu ate usei no meu trabalho de cronica... ficou muito bom mesmo... continue assim.

Maia disse...

Boas crônicas têm a capacidade de nos fazer refletir. E essa sobre o tempo me fez pensar o que a correria do dia-a-dia, a famosa falta de tempo, nos faz perder... Não quero que isso faça com que eu esqueça de te dizer que admiro seu trabalho !!!!

vanessa cony disse...

Clara,gosto muito da maneira como escreve.De forma simples e objetiva expõe sua própria visão e nos identificamos com ela.Penso que assim nós leitores nos aproximamos de vc.E isso é muito bom.Parabéns.

vanessa cony disse...

A propósito Eduardo cadê seus textos???

Eduardo Loureiro Jr. disse...

Boa pergunta, Vanessa. :)
Brigadim por ela.

Ana Braga disse...

Clarinha, muito bom! Vale a pena lembrar, uma frase conhecida. " Nós desperdiçamos o tempo como se ele fosse infinito " Gosto mesmo de ler o que você tem a dizer. Um beijo, tia Ana.

ñêgo disse...

o tempo vai apagar a tristeza que lhe causei, minha Olivia Palito.bjs.