Pular para o conteúdo principal

COISAS VELHAS E LUGARES VAZIOS >> Fred Fogaça

Eu disse: mano, é foda - umas razões estranhas atravessando os meus motivos - você não vai entender, eu disse, é complicado, quantas quinas tem uma culpa? São quanto os amores até nos desmontarmos no fim? - e eu que já esgotei meus santos e as últimas instâncias do esotérico atrás dessa pergunta - atrás de uma pergunta pra resposta qu'eu já tenho - mano, sei lá, eu não sei se consigo mais, eu reforço, se isso já não se tornou passageiro demais pra minha estadia demorada. Essa resposta que eu sempre tive, essas desinteligências a que sempre recorro. - mano, é tudo complicado agora, eu sei que nada é tão seu - eu digo, eu digo mas não lamento, as coisas tem sido o que elas tem sido e isso é fatal - mano, e só me sobro sem bastar, agarrado em paranoias, estendendo meus direitos à medida de minhas culpas - porque, o que há pra mim que não me faça cair em hipocrisia? - a perversidade no fundo de um talvez que tenho feito vista grossa e o que são esses motivos que atravessam minhas razões? - eu tenho me esforçado, mano, mas parece não ser o bastante - não até eu desistir.

Observação: essa e quase todas imagens são minhas e estão no meu instagram @freedfogaca

Comentários

Zoraya Cesar disse…
Fred, Príncipe das Entrelinhas, "a perversidade no fundo de um talvez"... o q é isso? Olha a entrelinha se desnudando, linda, aguda, cruel. Eu simplesmente amo seus textos.

E as fotos!!! Um poeta da imagem, você.

E q bom q finalmente deu os créditos das fotos e o endereço hahaha. Lá no zap vou começar uma nova campanha, me aguarde