SEM >> Paulo Meireles Barguil

Sem abraços.


Com braços livres.


Sem destino.


Com mundo vasto.


Sem beijos.


Com boca disponível.


Sem tensão.


Com tesão exponencial.


Sem assunto.


Com crônica pronta.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SETEMBRO DE MANHÃ >> Sergio Geia

MELANCOLIA >> whisner fraga

FEIJOADA NO SIMEÃO >> Sergio Geia