Pular para o conteúdo principal

DESABAFO NO BUNKER >> Albir José Inácio da Silva


- Excelência, tá dando eme na internet.

- Todo dia! O que foi agora?

- A fala do general sobre o inverno no norte. Pegou mal. Zuação até no estrangeiro.

- PQP, um general! Passou a vida estudando e comendo, pelo jeito comendo mais que estudando, pra depois fazer um negócio desses.

- Os memes não param, capitão. Turista marcando de esquiar no Tocantins, iglus nas aldeias do Xingu e boto cor-de-rosa descansando em placa de gelo.

- Outra vez os gringo rindo de mim, tudo vem pro meu colo. Um general dando munição pro inimigo! Agora a imprensa comunista vai se fartar. Um general! Por isso que eu gosto mais de sargentos. Antes, ministro fazia bobagem, eu trocava por um general. E agora, eu troco por quem?

- É só uma fase, vai passar.

- E o Vaitralbe não pode fazer nada? Mudar uns mapas aí?

- Mudar mapa é complicado, capitão. Não pode ser por Medida Provisória.

- Se ele já tivesse resolvido a questão do terraplanismo, não tinha isso aí. Terra plana não tem hemisfério. Minha vontade é trocar ele por um general, mas general também não para de fazer besteira. Olha o Santa Cruz, tive que mandar embora. A caneta é minha, pô! E o astronauta? Será que não pode dizer que lá de cima ele viu essa linha mais pra baixo?

- É difícil mexer com essas coisas, senhor. O corona ninguém vê, dá pra maquiar, caixão fechado a gente diz que tem pedras. Mas o sol quente nas costas não tem como esconder.

 - Eu tô cercado de lerdos.  Não se faz mais oficial como antigamente. Que saudade do Médici, do Sílvio Frota! Baixavam decretos que alteravam até a lei da gravidade. Que saudade do Ustra! Ai, o Ustra! Me dá até um arrepio. Agora nego fica cheio de dedos, dando moral pra vagabundo. Como é que eu posso governar assim?

- Tá difícil mesmo, meu capitão. Eu não queria estar na pele do senhor.

- Mas não é só comigo não. Meu amigo e irmão querido que eu amo também tá sofrendo. Um general  do pentágono ontem pediu desculpas ao povo por aparecer ao lado do Trump num rolezinho que ele fez pra orar no curralzinho de lá. Que ninguém se atreva a fazer isso aqui!

- Aqui não acontece isso não, capitão. O cidadão de bem está do seu lado.

- Mas quem devia ajudar, dificulta a minha vida. Teve outro general que falou que não vai ter golpe, mas que pode ter golpe. Um general! Afinal, é pra dar golpe ou não? Assim eu fico maluco, caraca!

- PQP, pô, caraca, o senhor tá educado hoje, capitão!

- Estão pegando no meu pé – Michele e os pastores. Nem xingar eu posso mais. Como é que alguém pode se comunicar assim?

- Vai melhorar, presidente!

- Tô esperando melhorar há um ano e meio. E agora vem um general mudar as estações do ano. Nem eu que sou... Bem, nem eu falo uma bobagem dessas.

- Que isso, capitão? O senhor é inteligente!

- Vai à merda, coronel!

Comentários

Sandra Modesto disse…
Hahahahah o capitão precisa ler. O ruim é que ele não sabe interpretação de texto.
branco disse…
rindo até fartar. muito bom albir..melhor que muito bom, melhor até que excelente, muito melhor que excelente !!!!!!!
whisner disse…
Vai à merda, coronel! Muito boa! Ri muito aqui.
Zoraya Cesar disse…
HAHAHAAH, Albir, essa sua vertente cômica tá cada vez melhor!!! Divertidíssimo! Obrigada pelas risadas!
Nádia disse…
Amei! Por um tempo minha alma está lavada!
Albir disse…
Obrigado, Sandra, Branco, Whisner, Zoraya e Nádia, pela leitura e comentários de vocês.