sábado, 29 de dezembro de 2007

MENSAGEM DE ANO NOVO [Maria Rita Lemos]


Pensando bem, no ano que está acabando, nem tudo foi como sonhamos; mas isso não significa que temos que avaliá-lo como um ano ruim.

Quem crê num Poder Superior sabe que tudo o que aconteceu, e tudo o que ainda vai acontecer no ano que vem chegando, seja bom ou ruim, vai contribuir para o nosso bem maior, mesmo que não pareça à princípio.


Chico Xavier escreveu uma vez que “podemos ter um governo mais ou menos, morar numa rua mais ou menos, numa casa mais ou menos e dentro de uma cidade mais ou menos. Podemos também comer mais ou menos bem, dormir numa cama mais ou menos, e até acreditar mais ou menos no ano novo que vem chegando. Podemos, enfim, olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos. Mas o que não se pode, de jeito nenhum, nem nesse ano que está aí pertinho nem nos outros, é ter fé mais ou menos, acreditar mais ou menos, ser ético e honesto mais ou menos, ser amigo mais ou menos, namorar mais ou menos, e, o pior, não podemos, em nenhuma hipótese, sonhar mais ou menos ou amar mais ou menos. Se fizermos isso, vamos nos tornar uma pessoa mais ou menos, que é o pior que nos pode acontecer.

Tenho certeza de que as pessoas valorizam a festa de Ano Novo pelo desejo de renovação que esse “ritual de passagem” traz em seu bojo.

As comunidades antigas expressavam isso jogando fora roupas e objetos que já não usavam, simbolizando assim a eliminação de tudo o que, em suas vidas, estivesse “envelhecido”. Também se cultiva, até hoje, o hábito de “pular as sete ondas”, entrar no mar, em cachoeiras, enfim, lavar-se como um rito de purificação para despojar-se de tudo o que foi ruim no ano que passou, preparando-se para receber o Ano Novo.

Não importa quanto tempo vamos viver, se trinta, setenta ou oitenta e poucos anos, nunca saberemos completamente os segredos da vida. Por isso, neste ano que chega, que todos possamos viver intensamente, sem rancor nem ódio algum, e que possamos cantar um só hino de paz, fraternidade e Amor.

Falta muito pouco tempo para que os fogos de artifício se façam ver no céu, enquanto brindes irão se cruzar anunciando o Ano Novo que está chegando. Neste momento mágico, muitas pessoas vão se abraçar, os amantes se beijarão, e todos, num só pensamento, vão exprimir um único desejo: haja paz e amor suficientes para que atravessemos mais um ano em nossas vidas. Nesse dia, independentemente da nação, da cidade em que estamos, da nossa cor, classe social, orientação sexual, origem ou língua, é importante que sintamos que somos filhos de um único Pai, independente do nome que damos a Ele. E, sendo filhos desse Pai amoroso, nos lembraremos de um único verbo, o mais importante para Ele: Amar.

Palavra de Mulher

Imagens: Children's Hands on a Globe, Don Hammond; Relógio do Apocalipse; Romantic Hospitality Tray, Roger de la Harpe

Partilhar

2 comentários:

Rose disse...

Feliz ano novo!!

Rose disse...

Feliz ano novo!!