Pular para o conteúdo principal

ESCADA ROLANTE >>> Sandra Modesto


Todos os humanos têm medos. 

Em baixo ou alto grau. Ou seria degrau? 

O meu medo me encabula há muitos anos. Escada rolante: 

— Quem te inventou? Por favor! 

Tirem todas as escadas rolantes do caminho, eu quero desenrolar a minha dor. 

Mas... 

No aeroporto tem. No shopping tem. Quando vejo logo penso: “ela vai me engolir”. Eu vou morrer. Se tiver opção de escada normal, me apeguei tanto no subir e descer pé ante pé. 

Medo de avião e elevador? Não tenho. De baratas também não. Adoro matar baratas. Morrem numa esmagada só. Não sossego enquanto não espremo a cabeça de cada uma. Sim, porque elas só morrem pelas cabeças. Envolvo - as num papel higiênico e jogo ralo abaixo. Pronto. Barata boa é barata morta. 

Já pensei sobre a tal da escada rolante. Talvez em vidas passadas eu tenha morrido impressa numa escada rolante.

Quanto às baratas, vi uma voadora voando agora.

Comentários

Laércio disse…
Medos? Todos nós temos. A vida nos trás vários. Uma bela narrativa do desconforto da escalafobia. Parabéns.
Zoraya Cesar disse…
seco e direto, e, ainda assim, engraçado. hahaha, queria não ter medo de baratas e sim de escadas rolantes. Vc tá no lucro, Sandra!
Anônimo disse…
compartilho so prazer de matar baratas, ainda mais rodeada daqueles que as temem, acho o máximo! ato heróico que momentaneamente esconde outro medo meu...
Nadia Coldebella disse…
Ai, baratas!!!
Tenho a teoria de que serão as próximas na escala da evolução e que tomarão nosso lugar a força - o que justificaria meu medo e o impulso homicida contra as baratas que a maioria das pessoas alimenta.