Pular para o conteúdo principal

CEGUEIRA >> Paulo Meireles Barguil


"Sou cego
Não nego
Enxergo quando puder."
(Humberto Gessinger, Ilusão de ótica).



Ah, Saramago, depois que li seu Ensaio sobre a cegueira, nunca mais a vi da mesma forma!


Antes, amaldiçoada.


Depois, abençoada.


Antes, lamentada.


Depois, jubilada.


Antes, rejeitada.


Depois, acolhida.


Ah, tantas coisas que eu choro por não ter enxergado...


Há tantos fatos que gostaria de não ter presenciado!


Ah, tantas ocorrências que eu adoraria ter assistido...


Há tantos acontecimentos que agradeço por não ter alcançado!

Comentários

Nadia Coldebella disse…
Qual dor é maior: a de ignorar ou a de conhecer?