Pular para o conteúdo principal

poema 47 >>> branco

ela chega de maneira imperceptível
como se nenhum mal - ou bem - fosse causar
uma vez retira-nos a inocência
outras
oferece-nos a magia

a mão que atira a pedra
é a mesma que acaricia em perdão
o dedo que puxa o gatilho
é o mesmo que aponta a direção

ela nos traz amargas - ou doces - lembranças
de acertos - ou erros - cometidos no passado
uma vez deixa-nos em desassossego
outras
oferece-nos a felicidade por um sorriso recebido

os olhos que transmitem o ódio
são os mesmos que permitem chorar
a boca que ultraja e fere
é a mesma que nos deseja paz

ela tem o rosto esculpido em pedra
e de flor teimosa nascida no asfalto
uma vez é a frieza do mármore
outras
uma tarde feliz de verão

o coração que não retrocede
é o mesmo que sente remorso
a mão que assina a sentença
é a mesma que escreve um poema

ela chega de maneira imperceptível
desde o mais recém-nascido dos dias
uma vez nos deixa passivos
outras
em revanche

a alma condenada
é a mesma que está liberta
a pena do assassino
é a mesma do inocente
natureza humana

natureza humana

Comentários

Anônimo disse…
Diferente dos anteriores, mas com uma reflexão profunda na qual as escolhas nem sempre são feitas conscientemente. Muito profunda e inteligente.
Carlos Eduardo disse…
Mais uma vez, você joga na nossa cara as verdades da vida, e faz isso de um jeito tão sutil que quando percebemos já estamos imersos e não querendo que acabe.
Irani Siqueira disse…
A inteligência e colocação das palavras,faz enriquecer ainda mais o conteúdo dos poemas. Cada qual uma essência diferente. Parabéns!
Rafa Calil disse…
Como sempre poema encantador.....
Rita Moreira disse…
Wilson quanto mais leio mais me encanta
...interessante que realmente todos nós temos os dois lados as vezes nós mesmo nós mostramos, outra somos obrigados RS. bjo
Luizão Nogueira disse…
Parabéns meu amigo,vc se supera a cada poema,me emociono a cada leitura,coisas do nosso dia a dia,faz nos refletir ...entre "O certo é o errado ".. e na Vida ...obrigado...abraço
Daniela Lara disse…
Nada é linear, e isto faz parte da gente... Parabéns! Faz pensar!
Unknown disse…
Parabéns!Caro caro amigo pelo lindo poema, nos faz refletir muito. Abs.
João JC disse…
Sensibilidade à flor da pele meu amigo,.. Parabéns!!
Sandra Naldi disse…
Uma reflexão da natureza humana!! Tanto na ironia da maldade quanto na essência da bondade do Ser!! humano?
Anônimo disse…
Parabéns !! Profundo. Depende de como sopra o vento... será que cada vez mais!? Grande abraço Urso!
Zoraya Cesar disse…
Belo, surpreendente, assustador. Tudo: a natureza humana e seu texto. Tenso. objetivo. Bom pra c...