sábado, 17 de março de 2012

A VIDA DA GENTE >> Maria Rachel Oliveira

A vida da gente

"Tempo, tempo, tempo, tempo". Dizia o refrão da trilha sonora da primeira novela das seis que se soube ter feito sucesso. Acabou na Rede Globo há coisa de um mês, se não me engano. E porque fez tanto sucesso? Sempre tinha alguma situação naquele folhetim com que a gente se identificasse. Nós no outro... mas voltemos ao tempo. O que, diabos!, é o tempo? Como medir o tempo?

Tempo, pra mim, se mede com emoção. É tanto quando aquele momento chato não passa quanto quando aquela situação que você sonhava se concretiza e passa tão, tão rápido...

Relógios não medem o tempo. Eles medem coisa outra, que nem sei que nome dar. É preciso demais para medir a vida.

Mas porque falar de tempo? Coisa mais batida! Mas dia desses descobri um projeto bacanérrimo, de um moço querido que conheço do twitter, o Nick Ellis, lançado em janeiro. Chama-se Projeto 366. Ele se propôs a tocar uma música por dia, durante o ano, pra registrar essa passagem do tempo de um jeito muito, mas muito bacana mesmo. É uma variação bastante interessante sobre o tema-tempo. O 366 no lugar do padrão 365 deve-se ao fato desse ano ser bissexto. Os esotéricos que expliquem porque o moço escolheu justo ano bissexto pra cantarolar. Eu, que tô adorando o repertório que ele escolheu, tô só visitando o site e achando ótimo. Tem muita coisa boa lá e vale conferir no Tumblr do moço (http://366musicas.tumblr.com) para tirar suas próprias conclusões.

E, atenção: o mais curioso disso tudo é como o tempo nos pega pelo pé quando nos propomos fazer essa viagem junto com ele. Músicas marcam a vida da gente, né? E como marcam... eu, nessas canções, viajei do meu primeiro namorado até o Rock in Rio de 2011, passando por férias de verão em Guarapari na minha infância - entre outras coisas mais, que não conto.

Foi uma viagem boa. Sem a poeira e o mofo que tantas vezes acompanham aquela caixa no fundo do armário. E, a melhor parte: com trilha sonora. Se quiser viajar na sua vida e no tempo de um jeito diferente, não perca um minuto e corra lá. E, claro, depois me conte por onde foi que você andou.

Ah, e uma outra curiosidade, qual música não poderia faltar na trilha sonora da sua vida, hum?

Partilhar

2 comentários:

Zoraya disse...

Delícia de crônica Rachel. Estou, nesse mesmo momento visitando o tmbrl do Nick, obrigada pela dica. E já que você me conhece, vou matar sua curiosidade: estou tentando fazer de Alegria, Alegria,do Caetano Veloso, a minha música de agora. Beijos

albir disse...

"...- entre outras coisas mais, que não conto". Nem na próxima crônica, Rachel? Nem na Livraria da Travessa? Beijo.