Pular para o conteúdo principal

A REVOLTA DAS PASTAS >> Albir José Inácio da Silva


Assombradas pelos esqueletos da porta ao lado, enlouqueceram as pastas. Revoltaram-se,  com sintomas de esquizofrenia, e agora contrariam as próprias lombadas.

A pasta da cultura nega a escravidão e o holocausto em discursos supremacistas de Goebbels e de capitão do mato. A pasta da justiça retira a venda e escolhe o lado da milícia, elogia amotinados, defende a execução de pecadores pobres e a impunidade dos executores. A dos direitos humanos exalta torturadores e condecora esquadrões da morte.

A pasta da geografia esborrachou-se tentando provar que a terra é plana e que o sol gira à sua volta. A da agricultura defende venenos e queimadas. A pasta da indústria desistiu da produção e quer viver de juros. A da saúde expulsou médicos, suspendeu remédios e prescreveu orações e abstinências.

A pasta da marinha demitiu o fiscal que multou a pesca em reserva ambiental e quer liberar Fernando de Noronha para o festival de rock. A da fazenda dilapida o patrimônio e acaba com as reservas para acalmar o dólar.

A pasta das mulheres prega submissão ao macho e destrói conquistas de um século. A da educação, analfabeta, persegue professores, odeia alunos e censura livros. A pasta da família atira em gays de dentro do armário.

Até a pasta do demônio se rebelou no carnaval e pregou o amor cristão. Ao passo que a pasta da igreja dissemina ódio, persegue os diferentes, se associa aos malfeitores, queima o templo dos gentios e faz louvação às armas em nome de Deus.

E assim empastelados, enquanto aguardamos o meteoro ou o vírus final, já podemos ir morrendo de raiva.

Comentários

Sandra Modesto disse…
Eita crônica necessária. Estamos diante do caos de uma política de governo que corrompe nossa Democracia. Parabéns, Albir.
Luis Felipe disse…
Fantástico! Orgulho de ter a oportunidade de conversar pessoalmente com o autor. Parabéns!
Nadia Coldebella disse…
Albir, se o mundo fosse um alvo, você teria acertado o tiro.
O retrocesso está mesmo em todas as áreas...
Parabéns pela coragem!
Carla Dias disse…
Se a pasta serviu...
Que texto genial e amedrontador, Albir, porque mostra, de forma direta, ainda que no amparo da metáfora, que está tudo muito errado... pastas e pessoas.
Albir disse…
Obrigado, Sandra, Luiz Felipe, Nádia, Branco e Carla Dias pela atenção e carinho de sempre.