terça-feira, 27 de dezembro de 2016

LÁ VEM ELE DE NOVO >> Clara Braga

Amor não se define, mas quando a gente sente aquele amor bom, quer que o mundo sinta igual!

Aquele casal que briga e ela se recusa a atender as ligações dele, por mais que se entendam depois, não parece amor para alguns.

Tem também aquele casal que as vezes não consegue nem dormir na mesma cama, cada um precisa do seu canto ou parecem enlouquecer! E então alguns se perguntariam, e isso lá é amor?

O outro casal quebra um pau que poucos acreditam, falam coisas um para o outro que você jamais falaria  ou jamais perdoaria seu parceiro caso ele falasse, mas em questão de minutos já estão conversando como se nada tivesse acontecido! E você pensa: ah, comigo isso seria muito diferente, eu não deixaria nunca meu relacionamento chegar nesse nível.

O outro casal gosta de sair com outros casais, o outro curti rir junto das fotos engraçadas do tinder, o outro se vê todo dia enquanto aquele outro prefere fim de semana, ele fica em casa enquanto ela curte a balada, o outro só sai se for junto, e você aí se perguntando se sair junto ou separado significa mais ou menos amor.

Oras, se existe uma imensa dificuldade em se definir o que diabos é o tal do amor, é porque ele não se define, cada um ama a sua maneira, e desde que todos os envolvidos estejam felizes, não nos cabe julgar, apenas aprender com as diferentes formas de amar!


Partilhar

Um comentário:

Rafael Vespasiano disse...

Belíssima crônica de fim de ano em meio a um 2016 complicado. Parabéns