Pular para o conteúdo principal

DESANIVERSÁRIO >>> Nádia Coldebella

Pin de Estefer Vieira em Closet Labelle em 2020 | Pena desenho, Tatoo,  Tatuagem

ei-lo.
o tempo.
este senhor

ele e sua caneta
que soma, conta e anota
tantos dias pesados sobre mim

ei-lo, implacável e cruel nessa data querida
se apressando para tirar mais um ano da minha vida

Não posso deixar de gargalhar desta minha insana descoberta
um espirito jovem num corpo que caminha para a morte certa
a dissonância do cansaço e de uma consciência que se liberta 

se apressando para tirar mais um ano da minha vida
farei desaniversário nessa data querida

tantos dias passados por mim
não pesam, não contam
fazem-me vivida

Eis o tempo
o medo
o fim.

(Mas enquanto tentas me caçar viverei, ávida, minha vida)



Comentários

branco disse…
existem raros casos que até um elogio seria macular a obra. esse é um dos casos. fico em silêncio.
Zoraya Cesar disse…
Que baita texto! Veludoso em alta octanagem. Nádia, vc nao cansa de surpreender. Maravilhoso, cruel, assustador, poético, perfeito.
Albir disse…
Que beleza, Nádia! Preciso lê-lo no meu próprio aniversário.