Pular para o conteúdo principal

MOTIVAÇÃO REAL >> Clara Braga

Todo mundo já quis muito algo que não conseguiu ter. Algumas pessoas tem mais facilidade de alcançar seus objetivos, mas até a mais realizada das pessoas já quis muito algo que nunca teve. E no meio do caminho, quando estamos lá tentando arduamente alcançar nossa meta, alguém sempre diz: se você não está conseguindo é porque não está focado o suficiente, é preciso ter uma motivação real, então você vai alcançar todos os seus objetivos.

Esse papo de “motivação real” sempre foi muito chato para mim, quando alguém fala isso ou algo semelhante já me irrito logo, afinal, querer não é motivação suficiente? Pois é, hoje já sou obrigada a discordar de mim mesma, parece que só querer nem sempre é o suficiente, a tal maldita motivação precisa existir.

Digo isso pois uma das coisas que sempre tento e acabo desistindo no meio do caminho é emagrecer. Começo bem, eu realmente quero, sinto-me motivada, mas no meio do caminho parece que querer não é o suficiente, afinal, eu também quero muito comer aquele pedaço de bolo ou aquela fatia de pizza.

Recentemente tudo mudou, em questão de um mês emagreci 4kg, cortei o açúcar, estou dando um tempo em bebida alcoólica e estou fazendo exercício regularmente. E agora vocês devem estar se perguntando: nossa, qual será a motivação dela? Quero para mim também!

Preparem-se, meu motivo é o melhor de todos! A estrela relançou um dos brinquedos mais sensacionais de todas as épocas: o Pogobol!! Se você não está nesse momento pulando de alegria é porque provavelmente não cresceu nos anos 90. Caso não tenha ideia do que eu estou falando, pare tudo agora e vá pesquisar no google o que é um pogobol, eu espero.

Pesquisou? Pois bem, é ou não é sensacional? Porém, depois que eu já estava abraçada com o meu na sala da minha casa pronta para começar a pular, descobri que existe um peso limite, o pogobol foi relançado, mas o público alvo é o mesmo, ou seja, ele não veio mais resistente para aguentar o peso dos atuais velhos que eram jovens há um tempo, o brinquedo é de criança.

De início foi como se alguém tivesse jogado um balde de água fria em mim, eu estava 6kg acima do peso máximo do brinquedo. Confesso que na hora pensei que deve existir uma margem de erro e que 6kg não é assim tão diferente. Subi no pogobol e senti a base dando uma leve dobrada. Desci arrasada, mas certa de que finalmente eu tinha encontrado a tão falada motivação real. Pendurei o brinquedo em um lugar bem visível e todo dia, quando passo por ele, sigo bem bonitinha a minha dieta. Como disse, de lá para cá já foram 4kg eliminados. Mais 2kg e eu serei feliz de novo pulando no meu pogobol, vai dizer que até você não mudou de opinião: para tudo na vida é preciso uma motivação real, e essa motivação não precisa ser entrar de novo em um vestido antigo ou fazer selfie de antes e depois, essa motivação pode ser um lindo Pogobol!

Comentários

Cristiana Moura disse…
Meus Deus, tenho menos de uma semana para fechar a análise de dados do mestrado, trabalhar, ver a família, sofrer de amor e, agora, tudo que quero é um pogobol!!! Sua crônica me capturou!!!
Jéssyka disse…
Nossa, nem sei o que dizer. Eu estou nessa fase de não acreditar que precisamos mesmo de uma motivação. Mas depois desta história, estou passando a acreditar. Sensacional!!