terça-feira, 30 de outubro de 2012

VOCÊ NÃO VAI COM A MINHA CARA? >> Clara Braga

Sempre apreciei uma boa viagem, e para a minha idade, me considero até uma pessoa viajada. Já conheci belíssimos lugares, tanto dentro quanto fora do Brasil, mas sempre soube apreciar o momento de voltar para a minha linda cidade, que é Brasília.

Há um tempo, tinha medo de conhecer São Paulo. Tudo acontece em São Paulo, todos os shows vão para São Paulo, a maioria dos festivais de música acontecem lá, a bienal de arte está lá também, musicais que eu tenho vontade de assistir? Estão lá também! Enfim, é muita coisa que faz a grande cidade me parecer um tanto tentadora. Já fui a São Paulo umas duas ou três vezes, e essas vezes serviram para que eu não tivesse mais medo de nada. Adorei a cidade, e é bem provável que algum dia eu queira ir para lá ficar uma temporada, fazer um curso, quem sabe? Mas morar? Não, morar não dá, se as vezes eu já considero Brasília muito cheia e com um trânsito insuportável, imagine São Paulo! Não ia dar certo...

Outro momento crítico foi quando eu fui passar 5 meses na Austrália, minha família jurava que eu ia conhecer um lindo Australiano e ficaria por lá mesmo. Não só passei os 5 meses sem se quer andar de mãos dadas com alguém, como também morri de saudade da minha família! Amei a Austrália, voltaria lá inúmeras vezes, passaria outros 5 meses, mas morar? Não sei bem explicar o porque, mas acho que não moraria... Talvez seja por causa da quantidade de baratas que tem lá... Vai saber? Mas confesso que sinto muita falta de poder ir a praia todo final de semana.

Enfim... já fiz algumas viagens, mas sempre apreciei o momento de voltar para casa, de estar nessa cidade onde a gente consegue ver o horizonte, onde o céu é mais bonito do que em qualquer outro lugar e, mais importante ainda, onde está a minha família! Mas nos últimos dias tem sido difícil lembrar o porque eu troquei a praia por essa terra sem umidade! Confessa Brasília, você não vai com a minha cara?

Há dias que o meu nariz sangra, que o meu olho coça, que minha garganta arde, que minha voz foi embora e nem se quer manda notícias! Há dias que eu tenho vontade de não fazer nada além de tomar banho, há dias que eu arrumo meu cabelo para ir trabalhar e em questão de minutos ele já está molhado de suor. Há dias que eu bebo garrafas e mais garrafas de água e continuo com sede, há dias que eu não durmo tossindo por ter exagerado do ar condicionado ou porque acordo no meio da noite com o rosto grudando na fronha do travesseiro!

Sério Brasília, isso por acaso é algum tipo de teste? Você quer me testar até o último minuto para ver se é aqui mesmo o lugar onde eu quero morar? Porque se for isso, Brasília, eu tenho um recado para você: pegue leve no seu teste, pois não sei se você se lembra, mas além de você não ter praia, eu ainda não conheci nem Nova York nem Paris!

Partilhar

Nenhum comentário: