Pular para o conteúdo principal

SONO >> Whisner Fraga

a árvore que alimente suas raízes, pensava,

e ia imaginando até a cozinha,

que a casa é todo o mundo:

esse arrazoado ia flutuando comigo,

mas tropeçou numa caixa espraiada no corredor,

antes de me assustar, ponderei se aquilo não era parte do devaneio,

mas não: tinha três rasgos na lateral, em forma de u,

à guisa de janela,

também forma e jeito de pertencer a alguma palpabilidade,

arrisquei a delicadeza:

um movimento ínfimo resultou numa fresta,

e pude avistar a menina encolhida:

dormia.

Comentários

Carla Dias disse…
Mais uma viagem em cena... o mundo dentro de casa e dentro de nós. Muito bonito, Whisner.
whisner disse…
Oi Carla, as crianças estão sendo muito atingidas pelo isolamento... Temos de fazer o impossível para salvá-las.
Albir disse…
Sonhar com a menina e salvar todos nós.
Zoraya Cesar disse…
Essa menina encanta nossos dias, Whisner!