sexta-feira, 10 de julho de 2015

HOJE É... >> Paulo Meireles Barguil

Hoje é 04 de julho.

Tendo em vista que viajarei próxima semana e ficarei impossibilitado de escrever, estou usufruindo, com alguns dias de antecedência, meu prazer quinzenal...

Nesse tempo de crise, com tudo indicando que ainda vai piorar bastante antes de começar a melhorar, é recomendável ter cuidado: já pensou se o Editor Chefe resolve me dispensar só porque eu deixei de escrever uma crônica?

Na qualidade de estudante, nunca gostei de faltar aula.

No papel de docente, então, o zelo é ainda maior.

Chove lá fora e aqui dentro.

Sem isso, a vida não floresce.

Estruturas celestes ameaçam o pulsar na Terra.

Corpos terrestres amedrontam a vida no Céu.

Atento e indiferente a isso, sigo.

Cego?

Chego?

Hoje é 05 de julho.

Partilhar

Um comentário:

Eduardo Loureiro Jr. disse...

Fez que nem aquele aluno:
"Professor, vim só avisar que não vou poder ficar."
:)