domingo, 26 de julho de 2015

NÃO SE MEXA, MEU AMOR
>>Eduardo Loureiro Jr.

— Não, Mô. Isso, assim. Um, dois, três, X... Saiu borrada. De novo. Fica imóvel, não mexe nem um pingo. Mas sorri. Sorri direito. Não, não faz esse sorriso de quem tem que sorrir pra foto. Faz aquele sorriso original, o primeiro que eu vi, aquele que me fez apaixonar por você. Isso. Segura esse sorriso. Com naturalidade, senão sai aquele sorriso forçado. Um, dois, três, X... Ficou ótima! Linda! Vou postar... Vamos tirar outra? Deixa de chatice, só mais uma. Depois você faz o que você quer fazer. É que reparei agora que apareceu sua chinela no fundo da foto. Horrorosa essa chinela. Quando é que você vai usar a chinela que lhe dei de presente de aniversário? Vamos lá. Me abraça. Mais forte. Não tão forte, assim você vai me sufocar. Me abraça do jeito que você abraça sua mãe. Você não sabe como você abraça sua mãe? Assim, ó. Isso. Sorri, você já sabe, daquele jeito. Sorriso sincero, por favor. Você não está sorrindo sinceramente. Você não pode tirar uma foto direito comigo? Duas, dez, quantas for. Em que é que você está pensando? Isso é sorriso de quem não está com o pensamento em mim. Você não me ama mais? Você não quer aparecer mais comigo? Por favor, sorri. Lembra de tudo que eu já fiz por você, todos os presentes que já lhe dei, mesmo que você não use todos. Já fiz tanto sacrifício por você e você não pode sorrir para uma foto? Não, não esse sorriso, aquele outro. Não, esse também não. Nem esse. Aquele, mô, aquele! Esse! Isso! Um, dois, três, X... Ah, não! Você desfez o sorriso na última hora, ficou com cara de besta. Vamos tirar outra. Rapidinho. Um, dois, três, X... Eba! Tá vendo, quando você resolve colaborar, funciona. A gente podia fazer um álbum inteiro. Um álbum pequeno, Mô, uma foto por dia. Aí quando a gente fizer Bodas de Ouro a gente faz um vídeo, nessa época talvez até seja um holograma, vai ficar lindo. Só uma foto por dia. Você não pode dedicar um minutinho por dia pra gente tirar uma foto? Sinceramente, Mô, às vezes acho que você não gosta mais de mim. É muita má vontade. Você não entra no WhatsApp e no Facebook todo dia? Então por que não pode tirar foto comigo todo dia? Que tanta coisa é essa que você tem pra fazer? Não me diga que ainda tá com aquele sonho, aquela criancice. Tem que crescer, Mô. A gente tem é que trabalhar e ganhar dinheiro para comprar um celular com uma câmera ainda melhor que essa. Meus sonhos pra gente não são bons pra você? Por que é que você tem que ter esses sonhos só seus? Não mexe, Mô. Fica parado aqui perto de mim, não me larga. Sorri, sorri sempre. Eu te amo, Mô! Um, dois, três, X.

Partilhar

6 comentários:

Cristiana Moura disse...

deu falta de ar...

Eduardo Loureiro Jr. disse...

Respira, Cris. :)

albir silva disse...

Selfie pode ser muito mais complicado do que parece!

Carla Dias disse...

Cada um gasta o tempo com o outro do jeito que quer. Eu trocaria as fotos por filme e pipoca.

Lilu disse...

Quanto custa sair bem na foto?
Adoro te encontrar aqui, Lindo. :)
}{

Eduardo Loureiro Jr. disse...

Albir, Carla, Linda...
Grato pela leitura. :)