terça-feira, 3 de setembro de 2013

QUANDO FOI? >> Clara Braga

Quando foi que as pessoas passaram a entender tanto sobre signos?

As vezes tenho a impressão de que eu perdi alguma coisa, ultimamente quando estou em um grupo de amigos e um começa a expor um problema de relacionamento ou qualquer problema que seja, logo alguém solta a pergunta: nossa, mas essa pessoa fez isso mesmo com você? Qual o signo dele? E é nesse exato momento que eu começo a não fazer mais parte da conversa.

Não entendo absolutamente nada sobre signos, como isso influencia na personalidade da pessoa, o que significa o ascendente, a lua e etc. Acho muito interessante, mas não entendo absolutamente nada.

Outro dia uma colega do trabalho estava numa fase super ruim, até parecia o tal inferno astral (outra coisa da qual eu nunca entendi, mas prefiro não mexer muito com ele), só que não podia ser, já que o aniversário dela é em Abril. Então, um certo dia, uma outra colega pediu o dia, a hora e o local de nascimento dessa amiga que estava mal e disse que ia fazer o mapa astral dela. Cara, que bizarro foi ver o resultado, só pelo mapa astral a menina falou tantas especificidade da personalidade da outra, formas como ela lida com os problemas, falou tanta coisa que faltou só resolver os problemas da menina pra ela. Fiquei impressionada e, claro, instigada a fazer esse tal mapa astral para mim.

Fui perguntar se essa amiga faria um para mim e ela disse que sim, bastava eu dar as informações. Então falei que era tranquilo, e que eu até sabia já que meu signo é virgem com ascendente e lua também em virgem. Foi só eu falar isso que a minha amiga e umas outras três pessoas que estavam no local tiveram a mesma reação: ixi...

 Não sei o que eles quiseram dizer com isso, mas já não sei se estou tão curiosa sobre o mapa astral assim, acho que esse bando de virgem junto não deve ser muito bom... E o pior é que se isso for de fato muito ruim, o que eu vou poder fazer? Não posso modificar meu signo nem o que ele significa... Ou posso?


Partilhar

Nenhum comentário: