E AGORA, JOSÉ? >> Clara Braga

Ela já é uma senhora. Dá de mil em muita jovem, tem muita disposição, faz coisas que até Deus duvida, mas é uma senhora.

Ela estava com um problema na cozinha, não vou lembrar exatamente o que era, mas era uma dessas coisas que a gente precisa chamar alguém na nossa casa para arrumar e acaba adiando até não poder mais, pois não quer chamar alguém na nossa casa para arrumar. 

Pois bem, alguns familiares decidiram que era a hora de chamar a tal pessoa para arrumar a cozinha. Ela ficou um pouco contrariada, não chegou a reclamar, sabia que eles tinham razão, mas preferia postergar.

Agora está feito, o agendamento do serviço foi concluído. Todos pensaram que ela ficaria aliviada, pois teria seu problema resolvido. Mas a verdade, é que ela parecia preocupada.

Seus familiares disseram para não se preocupar, alguém poderia ir lá para acompanhar, caso o problema fosse o receio de estar sozinha quando o rapaz chegasse. Ou se o maior medo fosse o risco de se contaminar, era só usar uma boa máscara e só deixar o homem entrar, caso também estivesse de máscara.

Demoraram para entender, mas a preocupação nada tinha a ver com corona vírus ou receio de estar sozinha, afinal, há anos ela se cuida muito bem sozinha, obrigada. Sua preocupação é o que o porteiro - que a conhece há pelo menos 20 anos - vai pensar dela, que ficou viúva há anos, quando chegar na portaria um rapaz pedindo para interfonar em seu apartamento avisando que o "marido de aluguel" chegou! Isso lá é termo que se use para quem trabalha com consertos? Na sua época, marido de aluguel era outra coisa...

Comentários

kkkkk Adorei! Entendo ela se preocupar, afinal, uma senhora cheia de vida bem que pode ter vontade de chamar uma marido de aluguel!
Ana Braga disse…
hahahahh! Adorei
Zoraya Cesar disse…
hahahaah, coitada da senhora! podia ter um desdobramento!

Postagens mais visitadas deste blog

APENAS UM RETRATO >> Sergio Geia

OK? >> Sergio Geia

CONFORTO >> whisner fraga