Pular para o conteúdo principal

UM POUCO DE SOL >> Whisner Fraga

a menina me avisou: eu não podia aparecer na varanda,

pelo menos não naquele momento,

e, quando pude, um deslumbramento a desacanhou:

é laranja, quase amarelo,

segurou minha mão, para irmos:

era uma planta,

vinha maltratada: o sol caprichara nos estragos,

a falta de água também havia contribuído,

mas a menina só via beleza, suavidade e cores,

era para mim,

e contemplando aquela devoção,

encontrei beleza, suavidade e cores.

Comentários

Albir disse…
É muita beleza nos olhos da menina!