terça-feira, 10 de janeiro de 2017

RITUAL DO PRIMEIRO ENCONTRO >> Clara Braga

Esses dias estava acompanhando uma amiga enquanto ela se arrumava para o primeiro encontro com um cara que havia conhecido. Enquanto conversávamos fui percebendo que essa coisa de primeiro encontro é mesmo um verdadeiro ritual.

Colocamos nossa melhor roupa, aquela que emagrece, disfarça as gordurinhas laterais, aquelas bem difíceis de sair. Além de emagrecer também afina a cintura, combina perfeitamente com um decote que não diz nem que você é santa nem que você é fácil demais. Ou seja, buscamos uma roupa que é o verdadeiro santo milagreiro, mas é bom ela chamar a atenção nessa primeira vez, pois é difícil achar alguém que tenha mais de uma roupa com essas características dentro do armário.

Colocamos uma maquiagem leve, realçamos o olhar, mas nada de batom muito vermelho, vai que rola beijo, vai ficar todo mundo pintado de palhaço. Para compensar a falta do batom chamativo colocamos nossos melhores acessórios e um salto, não muito alto, para não ficar maior que o cara. E na verdade tamanho nem seria problema, você nem tem salto muito alto, afinal, sua melhor amiga mesmo é a bela rasteirinha.

Enquanto se maquia aproveita para olhar a validade dos produtos, já tem um tempo que não usa metade de suas maquiagens. Aliás, você vai ter sorte se conseguir passar o delineador de primeira.

Na hora do encontro repassamos as várias regrinhas que ninguém sabe quem inventou, mas dizem que funciona então é melhor não questionar. E você até se convence de que as regrinhas devem funcionar mesmo, afinal, a tia do vizinho do amigo da vó que é mãe da irmã do primo do meu amigo usou todas as técnicas que falaram para ela usar e está casada com o cara até hoje.

Entre as regras estão as seguintes máximas: não fale muito para não ser tagarela, mas também não fale pouco para não parecer uma pessoa sem papo.

Beba moderadamente para não ter que ficar indo ao banheiro o tempo todo e também para não ficar pagando mico.

Mexa no cabelo de vez em quando para mostrar interesse.

Pergunte sobre a vida dele.

Sorria.

Não assuma ser uma pessoa ciumenta.

Não fale de relacionamentos antigos, principalmente demonstrando ter raiva do ex, raiva parece coisa de gente mal resolvida.

Não fale sobre casamento ou conhecer família. Ou melhor, não fale nada que demonstre que você quer um relacionamento longo e duradouro.

Não fale que está apaixonada, vai parecer desesperada.

Enfim, é quase como ser uma pessoa um pouco bipolar, demonstra que está interessada sem estar.

E se realmente funcionar? Ah, se realmente funcionar reza para a pessoa também se interessar por você quando ela descobrir que você não curte usar maquiagem, sua roupa predileta é short, regata e havaiannas, você adora tomar umas cervejas com as amigas, fala que nem matraca, se enquadra na porcentagem de pessoas que têm ciúmes não delirantes, fica mal humorada quando está com sono e com fome, curte umas músicas que todo mundo acha ruim e não está nem um pouco interessada em se envolver com alguém que não tenha a pretensão de casar e ter filhos. Ou seja, reza para ele gostar de quem você realmente é e não quem você achou que era melhor ser.


Partilhar

Nenhum comentário: