terça-feira, 15 de dezembro de 2015

DAS COISAS QUE EU NÃO SEI >> Clara Braga

Sempre quis saber o que os âncoras dos jornais conversam ao final do jornal, naquele momento em que aquelas letrinhas já estão subindo mas eles ainda aparecem no enquadramento conversando e rindo horrores com o microfone já cortado, sabe?

E quando a bancada não é de vidro e eles não têm que ficar em pé para dar nenhuma notícia, será que ficam arrumadinhos ou só mesmo uma boa bermuda com o chinelo?

E naquele The Voice, quando os jurados viram a cadeira para um participante que foi eliminado na edição anterior e eles dizem que lembram do cara, será que lembram mesmo ou já foram previamente avisados de tudo?

E sabe aquela banda que atrasa mais de uma hora pra entrar no palco? Pois é, está bebendo no camarim e rindo da cara de quem chegou cedo ou realmente são motivos de força maior, tipo: pegaram muito trânsito para chegarem ao local do show?

E logo depois do show, para onde eles vão? Saem para badalar ou só aguentam mesmo dormir?

E os fãs, como descobrem o horário do voo, o hotel onde vão ficar e os locais onde seus ídolos vão comer e ainda acabam faturando um monte de selfies?

E aqueles loucos que dormem nas filas dos shows para pegar um bom lugar, não vão ao banheiro mesmo ou usam fralda geriátrica? 

Bom, saindo da esfera dos shows, será que alguém poderia me dizer o que diabos fazem os recém-casados entre a cerimônia e a festa que demoram tanto para aparecer? É charme, fome ou sessão de fotos? Se for qualquer coisa íntima além disso, por favor não me contem, eu descubro quando casar. Já esperei tanto para saber que não me importo de esperar um pouco mais.

Agora, se tem uma coisa que me deixa intrigada, e essa sim, se alguém souber a resposta me conte com urgência, é comprar roupas. Por que as lojas mudam as formas das roupas? Você vai um mês comprar uma calça 40 e te serve, mas, no mês seguinte, a atendente te avisa: "Esta coleção tem as formas menores, se você veste 40, então vou pegar o 44 para você!" Qual a vantagem em fazer o consumidor se sentir mais gordo?

E outra coisa, onde se escondem as roupas tamanho normal nas lojas de departamento? Só tem 34 na arara? Você quer mesmo que eu acredite que, na primeira semana de lançamento da nova coleção, eu fui a última pessoa de toda essa cidade a ir procurar o meu número? E as pessoas que vestem 34 provavelmente andam peladas ou não existem, pois esse é o único tamanho disponível no mercado.

Falando em mercado, e o carinha da foto de funcionário do mês, será que ele recebe direito a recesso depois de ser considerado o melhor? Nunca fui atendida por um! Acho que a próxima vez que eu for às compras vou pedir para ser atendida pelo funcionário do mês, só para ver a cara de pânico das atendentes tentando não contar que, na verdade, a foto de funcionário do mês foi cortada e colada de uma revista.

Aliás, quem sabe a gente não descobriu o novo emprego do ano? Modelos vão passar a posar para fotos falsas de funcionário do mês para embelezar o ambiente! E falando em modelos, e as modelos super magras que dizem que comem de tudo, o que será que elas realmente comem? Ar? Aprenderam a fazer fotossíntese, talvez?

Enfim, são tantas coisas que ainda quero descobrir que dava para fazer Globo Repórter com as minhas dúvidas o próximo ano inteiro. Aliás, fica a dica, Globo, se estiverem precisando de roteirista, estou à disposição.


Partilhar

Um comentário:

Eduardo Loureiro Jr. disse...

Me diverti com suas curiosidades, Clara. :)