terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

CADÊ?? >> Clara Braga

Cadê o José Wilker? Cadê o Roberto Bolaños? Essas foram as perguntas que eu mais vi depois do último oscar que não homenageou os dois no momento in memorian.

José Wilker e o Chaves foram umas das perdas desse último ano que parece ter levado até gente demais! Por aqui, ambos foram super homenageados, bem como mereciam, de fato, mas foram esquecidos no famoso clipe do oscar. Alguns se ofenderam muito com o esquecimento, acusam seja lá quem for o responsável de várias coisas inclusive preconceito contra os latino americanos, mas no geral, a maioria acaba concluindo ter sido apenas desleixo e má vontade.

Seja lá o que tenha sido, entendo todas as reclamações e frustrações. Concordo com os questionamentos e acho a grande maioria bem coerente. Mas infelizmente, acredito que todas as pessoas que ficaram chateadas vão ter que se conter com suposições rasas como: eles não eram pessoas importantes para o cinema ou eles não eram conhecidos nos EUA. E digo suposições pois realmente não acho que alguém vai se dar ao trabalho de explicar essa situação.

Não quero ser pessimista, mas vamos ser sinceros, uma premiação que tem como categoria melhor filme estrangeiro já está dizendo com clareza que é uma premiação americana e ponto final. Qualquer coisa que fuja disso já é lucro, e a gente sabe bem disso, pois ficamos surpresos e felizes no outro oscar, quando Eduardo Coutinho foi lembrado e homenageado. Se ficamos surpresos da outra vez é porque no fundo a gente sabe que sempre corre o risco de alguém importante para nós ser esquecido, e até esperamos isso, mas o fio de esperança de ver o rosto da pessoa lá é o que frustra quando eles não aparecem.

Mas não vamos deixar essa situação abalar toda a premiação, que inclusive foi bem interessante em questão de discursos. E para as pessoas que estão frustradas, quero dizer que não se apeguem a esse sentimento, pois no final das contas, seja lá qual foi de fato o motivo para essas pessoas não terem aparecido, em um dos prêmios principais da noite, o de melhor diretor, quem estava lá em cima fazendo um belíssimo discurso era um mexicano, e como eu disse, qualquer coisa que fuja do padrão já é lucro!  


Partilhar

Um comentário:

Karine Andrade disse...

Concordo com o que você escreveu! O Oscar é uma premiação INTERNACIONAL mas ela tem sido voltadas exclusivamente aos norte-americanos, mas especificamente aos estadunidenses. Existem brilhantes atores no mundo que mereciam ser homenageados na grande premiação do cinema, como citado o querido Roberto Bolaños, que com o seriado "El Chavo" fez parte da infância de várias pessoas, e após a sua morte ele nem se quer foi homenageado no Oscar. Então essa grande premiação está deixando a desejar, pelo fato dela ser internacional mas estar premiando os norte-americanos.