TOADA NOTURNA >> Paulo Meireles Barguil

Elas não vieram na mudança.


Desconheço a sua procedência.


Às vezes, são poucas.


Outras vezes, são muitas.


Todas as noites, elas soltam a voz.


De vez em quando, acontecem participações especiais.


Eu, já tão acostumado, quase nem percebo.


As visitas sempre comentam.


Umas gostam.


Outras reclamam.


Elas, indiferentes à opinião dos humanos, continuam a sua toada...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A CORUJA >> Sergio Geia

A CASA DO VIZINHO >> Sergio Geia

RESGATE DO PASSADO parte 2 - UMA AVENTURA DO DETETIVE SEM NOME >> Zoraya Cesar