sexta-feira, 14 de outubro de 2016

CRIANÇA >> Paulo Meireles Barguil


Então, trouxeram-lhe algumas crianças, 
para que lhes impusesse as mãos e orasse por elas. 
Os discípulos, contudo, os repreendiam. 
Mas Jesus lhes ordenou: 
“Deixai vir a mim as crianças, não as impeçais, 
pois o Reino dos céus pertence aos 
que se tornam semelhantes a elas."
Mateus 19, 13-14

Entre aromas e espinhos, ela cresce.

Entre pega-pegas e esconde-escondes, ela brinca.

Entre pedras e abraços, ela floresce.

Entre pega-pegas e esconde-escondes, ela sobrevive.

Entre medos e tristezas, ela definha.

Entre pega-pegas e esconde-escondes, ela agoniza.

Entre coragens e alegrias, ela ressurge.

Naquele momento os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: 
“Quem é o maior no Reino dos céus?”. 
E Jesus, chamando uma criança, 
colocou-a no meio deles. E disse: 
“Com toda a certeza vos afirmo que, 
se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, 
de modo algum entrareis no Reino dos céus. 
Portanto, todo aquele que se tornar humilde, 
como esta criança, esse é o maior no Reino dos céus."
Mateus 18, 1-4


Partilhar

Um comentário:

Eduardo Loureiro Jr. disse...

Abençoados sejamos pela humildade de nossas crianças. :)