O LIVRO DOS CARREGADORES - 3ª parte > > Zoraya Cesar

Resumo dos capítulos anteriores: O Carregador, envenenado pela Morte Violeta, não conseguiu impedir que um demônio roubasse sua preciosa carga. Mas, antes de morrer, logrou marcar o Livro com uma magia de rastreamento e, ao mesmo tempo, clamar por ajuda. Quando a Dama dos Portais veio buscá-lo para a Outra Vida, ela não veio sozinha. A invocação do desventurado Carregador fora ouvida. 

----------------

O Carregador, agora era, realmente, uma reles casca vazia. Sua ânima despregou-se do corpo e foi ao encontro da Dama dos Portais, que a absorveu num suspiro de nuvem. A partir desse momento, o Carregador entrara, definitivamente, no Outro Mundo. 

A Dama dos Portais voltou-se para o homem que a acompanhara e acenou levemente com a cabeça, despedindo-se. Ainda havia muito o que fazer. Sempre havia. 

-----------------------------

O homem, à primeira vista, parecia comum. Olhando mais de perto, porém, percebiam-se algumas peculiaridades: seu rosto não era jovem e sua expressão, severa, combinando com a postura ereta e alerta. Os cabelos e cavanhaque, louro avermelhados, cortados rente, à moda militar. Um homem bonito e bem vestido, distinto e impressivo - sua presença dificilmente passaria despercebida. Vestia uma jaqueta cinza de corte elegante e discreto e, em suas mãos, trazia uma bengala de cedro do Líbano. No todo, concluiria o passante distraído, um militar de alta patente ainda na ativa, uma pessoa normal. Mal saberia o tal passante que, de comum ou normal, o homem nada tinha. A começar pelo fato de ele ter permissão  para acompanhar a Dama dos Portais em suas andanças. A jaqueta era feita sob medida para acomodar,  imperceptíveis, enormes asas. A bengala transmutava-se em espada flamejante. E seus olhos eram de um negror tão profundo que, quem neles mergulhasse, sucumbiria ao abismo. 

São Miguel Arcanjo.


Invocado pelo Carregador em seus momentos finais, chegara a tempo de – não de evitar-lhe a morte, pois o Destino fora assim escrito e nem mesmo ele, com todo seu poder, poderia interferir com a Dama dos Portais – captar a mensagem deixada pelo desafortunado pesquisador.

O homem sentado ao lado da carcaça violácea do Carregador aspirou a egrégora dos últimos acontecimentos. Captou, impregnados na atmosfera, o regozijo da mulher demônio com a morte lenta e dolorosa de sua vítima, e o grande erro que cometera ao não matá-la de uma vez e fugir com seu butim. Percebeu também que, enquanto ela se jactava da vitória, o Carregador, num lampejo de astúcia e coragem (que ainda podia ser vislumbrado em seus olhos mortos), clamava por ajuda e embebia sua preciosa carga com magias de proteção e rastreamento insensíveis a seres de  vibração muito inferior. 

A natureza compassiva do homem sentiu, por fim, o medo e a angústia que precedem a chegada inevitável da Dama dos Portais.

- Sua bravura não será em vão, Amigo. Você pode descansar em paz. Mandarei notícias. 

Miguel sabia que teria de agir rápido. Pedir à equipe de Remoções Especiais que retirasse o corpo e providenciasse um enterro apropriado. Além disso, os sinais deixados pela magia impregnada no Livro não ficariam visíveis indefinidamente. Esses Carregadores… Que mania, em pleno século XXI ainda persistirem na tradição de levarem, eles mesmos, sua mercadoria. Enfim, cada corporação com suas manias. Entre os Arcanjos também havia esquisitices. Raguel, por exemplo… mas não era hora disso. 

Infelizmente o Carregador não deixara claro o conteúdo do Livro, nem a quem se destinava, mas devia ser importantíssimo, pois um Carregador só trabalhava com assuntos cruciais para os mundos corpóreo e astral. E, também, porque não era tão comum assim que demônios saíssem em perseguição acintosa no plano físico, deixando pistas para trás. Pois o uso da Morte Violeta e ficar a apreciar o espetáculo macabro de uma morte diziam muito sobre a identidade do demônio. Graças pela arrogância e imbecilidade de alguns desses seres! Se ela tivesse partido logo, provavelmente o Livro sumiria, quiçá para sempre, e os danos causados seriam, talvez, irreversíveis. Seria, quem sabe, o fim da vida, a destruição das forças da Luz...

Se Miguel conhecia bem o método dos Carregadores –  e ele conhecia – o Livro não poderia ser aberto por qualquer um. Requeria conhecimentos especiais. Quem, naquele plano, teria expertise e malícia suficientes para ajudar um demônio?

Ele não tinha ideia. Havia muitos humanos que trabalhavam para o outro lado do Equilíbrio, e outros tantos que trabalhavam a favor da Luz, mas ele estava mais acostumado a combater demônios propriamente ditos. No entanto, conhecia um humano, em especial, que saberia, até melhor que ele mesmo, São Miguel Arcanjo, terror das forças infernais, rastrear a magia que o Carregador imbuíra no Livro e encontrar a pessoa a quem a mulher demônio procuraria para ajudá-la a desfazer a magia de trancamento. 

Levantou-se. Cobriu de orações o corpo sem vida do Carregador, para que não fosse conspurcado por viventes corpóreos ou incorpóreos até que fosse resgatado. 

Estava na hora de procurar seu amigo humano de tantas lutas e embates contra o Mal. Estava na hora de chamar Lucrécio Lucas. 

-------------

No próximo e último capítulo todas essas perguntas serão respondidas e saberemos por que o Livro está assim, com letra maiúscula. E mais não posso dizer, porque mais não me foi permitido ainda. 

Continua dia 2 de março a 4a e última parte (prometo) de O Livro dos Carregadores.

-------------------

Agradeço todos os comentários aos capítulos anteriores. Respondi a cada um, cheia de alegria. 

-----------------------






Comentários

Meu Deus, você quer nos matar, mulher? só te perdoo porque Lucrécio Lucas entra na jogada, é meu segundo preferido, depois de Felipe Espada, claro...
Nadia Coldebella disse…
Aí Zo, reúne essas histórias e faz um livro com o Lucrécio Lucas! A-go-ra!
Marcio disse…
Zoraya, essa extensão do texto até um quarto capítulo me revoltou tanto, que eu me vejo obrigado a quebra uma regra minha (meio flexível, devo admitir) e fazer um comentário antes do final.
No trecho "(...) Esses Carregadores… Que mania, em pleno século XXI ainda persistirem na tradição de levarem, eles mesmos, sua mercadoria. Enfim, cada corporação com suas manias.(...)", você apenas descreve um movimento ludista que procura resistir às inovações tecnológicas que trazem a toda uma categoria uma sombra de obsolescência e anacronismo.
branco disse…
valendo a pena ler, alguns "escondidinhos" bem sutis ...cedro, violeta, etc...mas qual a esquisitice do raguel?
bem...vamos esperar e vai ter que se esforçar muito pq seu nível tá lá em cima
Anônimo disse…
Mais um capítulo! A globo que se cuide!
Enfim. Vamos ver no que vai dar isso! Já morreu um e a demônio escafedeu-se!
Erica disse…
Não tô acreditandoooooooooooo! Você fez isso de novooooo! Como assim quarto capítulo? Essa foi a superação de todas as superações... Quem promete agora sou eu: Se a próxima não for a última parte, vou ficar sem ler o fim! Humpf!
Fala sério, você tá testando a gente, né? E logo agora que o Lucrécio Lucas apareceu! Acho que essa história vai virar um livro e você só está dizendo que o gato subiu no telhado kkkk Do tipo: agora vocês terão que ler um livro inteiro para saber o final hahaha Pessoa maléfica rs Eu acho que vou ter que ler tudo de novo porque não vou lembrar do começo quando terminar rs
Fiquei curiosa para saber mais sobre as esquisitices dos anjos!
E adorei a entrada de um novo personagem anunciada para o próximo capítulo! Você sabe capturar nossa atenção!
Você conhece os livros do autor inglês Philip Pullman? ;)
Zoraya Cesar disse…
Aninha - hahahaah, obrigada! Mas sei q vc só me perdoou pq tb São Miguel entrou na história.

Nádia - ownnnn, só se vc ilustrar!

Márcio - e eu q sou malvada! Nada disso! Os Carregadores apenas são apegados a uma ou outra tradição. Ñão pense que eles nao fazem uso de tecnologia pra ajudar a descobrir e decifrar os objetos encontrados.

Branco - só vc pra encontrar meus 'escondidinhos', meus 'easter eggs' kkkk. Qto às esquisitices de Raguel, bem, se São Miguel deixou o assunto pra lá, eu é q nao vou revelar nada!

Anônimo - opa! gostei! Redadores da Globo, me contratem! Já! Ah, sim, não vou dizer se haverá ou nao mais mortes. Só posso salientar q a Dama dos Portais é um ser mto ocupado.

Erica - hahah, não adianta elogiar me chamando de maléfica, q nao conto o final. Hummm, vc me deu uma ideia. E se todos esses capítulos forem mesmo só um teaser, hein? hummm.... Mas obrigada, sei q esse nao é seu gênero preferido e ainda assim vc lê e ainda aguarda o final! Mta honra pra mim!

Alfonsina Salomão - Lucrécio Lucas é velho conhecido da turma. No último capítulo, coloco as referências. Philip Pullman nunca li. Mas, sendo inglês, e indicação sua, já tò procurando!

A todos, muito obrigada!
Albir disse…
Aguardo ansioso as dores do próximo capítulo.
É masoquismo que fala, né?
Zoraya Cesar disse…
Dom Albir - sempre aguardo ansiosa seus comentários gentis!
Paulo Barguil disse…
Quem, em pleno século XXI, acredita em promessas? Eu é que não acredito que essa saga irá terminar no começo de março. Principalmente, no dia 02, que é uma 3ª feira! HAHAHAHAHA

Postagens mais visitadas deste blog

A CORUJA >> Sergio Geia

RESGATE DO PASSADO parte 2 - UMA AVENTURA DO DETETIVE SEM NOME >> Zoraya Cesar

UMA PRETENSA TEORIA DA COISA >>> Nádia Coldebella