UM ANO ESTRANHO >> Sergio Geia

 


Ano passado eu estava aqui reproduzindo um texto de um livro - “O irmão de Assis”, de Ignacio Larrañaga, que falava de paz. Utilizando o texto eu desejava a vocês um 2020 de paz, de alegrias, de conquistas e deu no que deu. 
 
E agora? O que dizer? 
 
Sinto-me árido, sem palavras pra dizer qualquer coisa. 
 
Apenas para lhes dar uma satisfação — e acho que o escritor deve isso aos seus leitores —, vou me recolher um pouco, como faço todos os anos. Dar um tempo, recarregar a bateria. 
 
Bom Natal, gente, se é que isso seja possível. 
 
Grato pelo carinho, pelos comentários sempre gentis, pelo amor compartilhado. 
 
Que venha 2021 trazendo esperanças. 
 
Volto em 30/01/21. 
 
Beijos e até!

Comentários

Sandra Modesto disse…
Esperançar. É o verbo da vez. É o que nos resta. Boas férias, Sérgio. Beijos!
Marcia Tette disse…
Que venha 2021 com dias melhores para todos! É isso aí! Esperança no coração! Feliz natal!!
Nadia Coldebella disse…
Não percamos a esperando, querido Sérgio! Depois da tempestade vem a bonança! Tenha uma ótima recarga de baterias e q venha 2021! Estaremos aqui, de pé, esperando sempre! Gde bjo!
Meu querido amigo , a esperança que nos move sempre.
sergio geia disse…
Grato, queridas Sandra, Márcia e Nádia. Obrigado "O mar e a brisa". Ah, como estou precisando disso!

Postagens mais visitadas deste blog

O PASTOR >> Sergio Geia

Vizinha Fake News >>> NÁDIA COLDEBELLA

Conceição >> Alfonsina Salomão