sábado, 3 de fevereiro de 2018

PARA 2018 >> Cristiana Moura


Um abraço reconfortante de reencontro não planejado na escadaria do metrô.

— Que bom te ver!

Ele sorriu um sorriso com cheiro de flor de laranjeira que só tem quem cresceu no interior. 

— Bom demais!

— E aí? Quais os desejos para 2018? 

—Ah, quero fazer cocô todos os dias.

— Como?

— É. A vida é tão cheia de vida para andar pelas ruas enfezado...

Mais uns dois minutos de prosa e nos despedimos. Fiquei a matutar sobre as voltas da minha lista de quereres e na simplicidade do amigo de passos lentos.

—Deus, que meus desejos sejam mais simples!



Partilhar

Nenhum comentário: