terça-feira, 28 de novembro de 2017

(IN)SANIDADE MENTAL >> Clara Braga

Tenho verdadeira adoração pelos livros da Adriana Falcão. Já li e reli e sempre fico encantada com sua forma de escrever: simples e delicada, tratando sempre com leveza e as vezes até humor as situações mais diversas.

Seu histórico familiar foge um tantinho ao comum, difícil acreditar que uma pessoa que viu o pai se suicidar quando tinha apenas 18 anos e a mãe morrer de overdose consiga passar em seus textos sensações tão leves e gostosas. 

Esses dias fui reler uma entrevista dela que há tempos tinha lido e me divertido. Na entrevista ela contava que todas essas questões familiares a deixaram um tanto ansiosa, a ponto de ter ido um dia a uma taróloga e ter dito que tinha medo de avião, então a taróloga a tranquilizou: você não irá morrer em um acidente de avião. Isso foi o suficiente para ela decidir acompanhar as filhas em uma viagem de intercâmbio, só assim as filhas estariam salvas, afinal, seu destino iria se encarregar de segurar aquele avião no ar. Porém, ela acabou fazendo uma bela confusão e pegou o vôo errado, foi sozinha para Londres chorando com medo de que o avião que levava suas filhas pudesse cair.

Na época que li essa entrevista pela primeira vez ri muito dessa situação e pensei: que coisa de doido, um exagero sem tamanho! Que bom que ela consegue rir dessa situação pois eu no lugar dela estaria preocupadíssima com minha sanidade mental!

Hoje releio com um novo olhar, pela perspectiva de mãe. As conclusões são quase as mesmas: coisa de doido, um exagero sem tamanho!! Alguém teria o telefone da Adriana Falcão? Preciso urgente do contato dessa taróloga, não custa nada saber se nas viagens de férias é mais prudente eu ir no mesmo avião ou em um avião diferente do meu filho.

Já é hora de me preocupar com minha sanidade mental?


Partilhar

Nenhum comentário: