sexta-feira, 19 de agosto de 2016

ENTRE A FARTURA E A FALTURA >> Paulo Meireles Barguil


 
"Quem me dera, ao menos uma vez,
Provar que quem tem mais do que precisa ter
Quase sempre se convence que não tem o bastante
E fala demais por não ter nada a dizer"
(Renato Russo, Índios)

Vivemos entre a fartura e a faltura.
 
A primeira, conforme o Houaiss, significa "1 estado de farto. 2 quantidade mais do que suficiente; abundância. [...]".
 
Farto é alguém saciado, satisfeito.
 
Deriva de fartar: "1 encher-se ou tornar cheio ou abarrotado (de); atulhar(-se), abarrotar(-se). 2 saciar (a fome ou a sede). [...] 4. abastecer em abundância. [...]". (HOUAISS)
 

A segunda, conforme o Barguil, significa "1 estado de falta. 2 quantidade menos do que suficiente; escassez".
 
Falto é alguém carente, necessitado, desprovido.
 
Provem de faltar: "1 não existir, não haver momentânea ou permanentemente. 2 ser indispensável para completar. [...]". (HOUAISS)

Tragédia: ser falto a despeito da sua fartura!

Benção: ser farto apesar da sua faltura!

F A _ T U R A: qual é a letra da sua vida?

Mãos abertas: pedintes ou gratas.

Como são as suas mãos?

Partilhar

Nenhum comentário: