CARTA A PAPAI - 2 >> Paulo Meireles Barguil

Fortaleza, 21 de agosto de 2021.


Querido Papai,


hoje, o senhor finalizou a sua missão na Terra.


Seus 90 anos foram repletos de conquistas e de renúncias em prol do bem estar da família.


Lamento que não nos despedimos adequadamente, uma vez que o Alzheimer me privou lentamente da sua presença.


Por outro lado, tive a oportunidade de lhe agradecer várias vezes por tudo que fez por mim.


As boas lembranças me ajudarão a cicatrizar as feridas ainda abertas.


Pode ser que, em algum momento, tenhamos a oportunidade de partilhar os nossos segredos, cuidadosamente guardados.


Fantastic, você continuará vivo em todos que lhe conheceram, notadamente pela sua integridade e generosidade.


Continuarei a lhe pedir benção, mesmo que não ouça a sua resposta.


Obrigado por ter sido meu pai.


Beijo,


com amor


Paulo


[Crônica dedicada a José Pedro Barguil. A Carta anterior está aqui]

Comentários

Zoraya Cesar disse…
Paulo, sei muito bem o q vc está passando. Perdi o meu há 5 meses e ainda nao tive a sua coragem. Muito obrigada por 'escrever' por mim. E espero que em muito breve no lugar da sua dor cresça um jardim de momentos maravilhosos. Toda mágoa perde o sentido frente à Eternidade. Belíssimo texto.
Gratidão/amor... Uma bonita lembrança para seu pai levar na viagem. Paz para quem vai e para quem fica, até o reencontro.
Albir disse…
Também sei o significado disso, Paulo. Já são 25 anos e a dor não melhora.
Albir disse…
Edu, que prazer reencontrá-lo aqui na sua casa!
Saudades de você também, companheiro!

Postagens mais visitadas deste blog

APENAS UM RETRATO >> Sergio Geia

OK? >> Sergio Geia

SACERDÓCIO >> whisner fraga