UM DIA CAI A FICHA >> Clara Braga

Ao longo dessa pandemia, ouvi várias vezes algumas pessoas comentando que envelheceram 10 anos nesse último ano.

Achava curioso, eu não tinha essa sensação! Mas entendia o que as pessoas estavam querendo dizer.

Então, essa última semana, fui mandar uma mensagem de aniversário para uma amiga. Abri o WhatsApp e comecei a escrever. Quando terminei, fui reler para garantir que tudo estava escrito corretamente. Nesse momento de revisão, tive a minha surpresa: eu não envelheci 10 anos, eu envelheci pelo menos uns 70 anos!

Aquela clássica frase “uhuwww, parabéns! Onde a gente vai beber pra comemorar?” foi trocada por “Parabéns, muita luz na sua nova fase! Que essa jornada seja leve e que você possa realizar seus sonhos!”

Parecia que eu tinha copiado e colado uma mensagem de aniversário escrita pela minha bisavó, mas ela faleceu muito antes de existir whatsapp! Não posso nem falar que parecia uma mensagem das minhas avós, pois as duas conseguem mandar mensagens bem mais elaboradas que essa.

Inclusive, se essa mensagem tivesse sido mandada na época que a gente mandava parabéns por e-mail, certamente seria um daqueles com uma imagem de anjo ou um cachorrinho com flores!

O pior é que a supresa dessa mensagem aconteceu pouco depois de eu descobrir que ter curtido Sandy e Júnior, usar o cabelo de lado e beber café é considerado coisa de velho!

Agora, sendo bem sincera, sabe qual foi o momento que eu desencanei disso tudo e pensei: quer saber, o melhor é ser velha mesmo? A hora que eu descobri que essa nova geração não toma café da manhã! Fala sério, gente! Vocês vivem do que até a hora do almoço, luz? Sinto muito, juventude nenhuma vale mais do que o meu café da manhã!

Comentários

Zoraya Cesar disse…
hahaha, eu nunca tomei café de manhã! e estou bem longe dessa geração de hoje. Gostava de chocolate quente. Minha cafeína vinha dali. Mas te entendo. Talvez por isso sejam tão mal humorados.

Postagens mais visitadas deste blog

APENAS UM RETRATO >> Sergio Geia

OK? >> Sergio Geia

SACERDÓCIO >> whisner fraga