EU E MEU OBSESSOR >> CLARA BRAGA

Sou nascida e criada em família espírita.

Ouvir alguém dizer que viu, ouviu, sentiu ou conversou com alguém que já morreu, para mim, é parte da rotina dos almoços de domingo.

Se a pessoa anda estressada, irritada, cansada, mandam logo tomar um passe, isso, com certeza, são os obsessores atrapalhando.

Por outro lado, se tudo anda dando certo, então a pessoa deve estar rezando direitinho e os espíritos protetores estão ali atentos.

Mas devo confessar que eu acabei sendo uma espírita um pouco fajuta. Esse papo de que nós nunca estamos sozinhos nunca foi muito confortável para mim, chega a ser até um pouco perturbador.

Também acham que por eu ser espírita, passei ilesa pelos filmes de suspense e terror, já que eu sabia que boa parte do que acontecia ali não era real. Mas a verdade é que as partes que mais me impressionavam eram justamente aquele 1% que podia ser real, então, eu acabava pedindo abrigo no quarto dos meus pais sempre que me aventurava a ver um filme desses.

E a mais recente prova de que eu sou uma espírita das mais fajutas é meu mais novo medo dos chuveiros da minha casa. 

Isso mesmo, estou com medo dos dois chuveiros de casa. Nos últimos dois meses, eles queimaram 4 vezes e, sempre, foi enquanto eu tomava banho. Podia ser enquanto meu marido usava ou enquanto dávamos banho no nosso filho? Podia, mas não foi. Isso sem contar o dia que eu fui tomar banho na casa dos meus pais e, adivinha, o chuveiro queimou.

Desde então, estou convencida de que existe um ser do mal que fica esperando eu entrar no banho, ele aguarda eu começar a passar shampoo no cabelo e, quando vou tirar o shampoo, BOOM, já era o chuveiro e eu fico ali, tirando o shampoo naquela água congelante. Estou quase decorando a letra da música Let it Go para, pelo menos, ter uma trilha sonora adequada para o momento.

Bom, mas essa minha interpretação da situação soa razoável na visão espírita? Claro que não! Daria um bom roteiro de filme de suspense? Não, é pior do que os piores roteiros. Ainda assim, faz dois meses que eu tenho medo de tomar banho? Sim, tem dois meses que meu banho é um tormento. 

Mas não se preocupem, sigo tomando banho todo dia, sempre esperando a próxima aparição do meu obsessor.

Comentários

Guilherme disse…
Chuveiro a gás e banho de espada de ogum. Se não for com um tipo de banho,vai ser com o outro. Boa crônica.
Zoraya Cesar disse…
hahaha, Clara, vc pode nao crer em obsessores, pero que los hay, los hay kkkk ri muito.
Paulo Barguil disse…
Clara, com este preço da energia elétrica, o seu obsessor está mais para protetor! HAHAHAHAHAHA

Postagens mais visitadas deste blog

APENAS UM RETRATO >> Sergio Geia

OK? >> Sergio Geia

SACERDÓCIO >> whisner fraga