POSITIVIDADE TÓXICA >> Paulo Meireles Barguil

– Não aguento mais a sua positividade tóxica! – bradou a filha.


O pai ficou duplamente surpreso, pois não esperava tais conteúdo e forma.


O silêncio durou alguns segundos, aqueles que parecem uma eternidade.


Os olhares se evitaram.


Minutos antes dessa ruidosa manifestação, ela desabafara sobre o quanto estava cansada de estudar no contexto da pandemia.


Ele, na intenção de apagar as primeiras chamas da angústia filial, discursara sobre a importância de se escolher uma perspectiva que não torne o cenário ainda pior.


Enfatizara, ainda, que tal aprendizado não é fácil, mas que ele era um ingrediente essencial para tornar a vida mais prazerosa.


Sentindo-se consternado, não sabia o que fazer ou dizer.


Uma coisa é certa: até aquele momento, ele sempre acreditara que apenas a negatividade era tóxica!

Comentários

Sandra Modesto disse…
Excelente crônica. Existe positividade tóxica, sim.
Outro dia pensei na frase: seja positivo. Muita gente pensa que, no meio desse caos, ser positivo é fácil. Não é.
Zoraya Cesar disse…
Mal utilizado, tudo pode ser tóxico. Tem lugar pra tudo na vida, pra alegria, pra tristeza. Mas sempre bom qd o melhor lugar é reservado para o que é positivo. Sem polianices. Mto bom, Paulo!
Albir disse…
Donos da verdade têm frequentemente positividade tóxica.
Paulo Barguil disse…
Obrigado, Sandra, Zoraya e Albir, pelos comentários saudáveis. :-)
HAHAHAHAHAHAHA

Postagens mais visitadas deste blog

SETEMBRO DE MANHÃ >> Sergio Geia

CONFORTO >> whisner fraga

MELANCOLIA >> whisner fraga