terça-feira, 4 de julho de 2017

ACHARAM QUE EU CASEI >> Clara Braga

Essa semana me diverti lendo comentários de uma foto no facebook! A foto? Eu e meu namorado abraçados, vestidos formalmente para sermos padrinhos de casamento do meu irmão. O problema? Meu namorado adora inventar palavras estranhas e decidiu colocar na legenda da foto a seguinte palavra: casamentchucos. O que essa palavra significa? Pra mim e para poucas pessoas significa que estávamos indo a um casamento, mas para várias outras significou que nós tínhamos casado!

Foi impressionante, nunca uma foto minha tinha tido tantas curtidas. E os comentários? Muita gente parabenizando, algumas pessoas que eu nem conheço direito, e chegaram até a cobrar o chá de panela! Como casou e não fez chá?

Imagino a decepção quando descobrirem que não foi nada disso, mas posso imaginar o motivo das pessoas terem chagado a essa conclusão: de fato estamos morando juntos, mas isso não significa que casamos.

Somos companheiros em todos os momentos, nos apoiamos e ajudamos. Quando passo por qualquer situação, seja boa ou ruim, é pra ele que eu ligo para conversar, mas não casamos.

Dormimos juntos todos os dias e quando me levanto para ir ao banheiro ele logo acorda para saber se está tudo bem. E se demoro para pegar no sono de novo ele faz carinho para me embalar. Mas ainda não casamos.

Dividimos o armário da forma mais desigual possível, mas eu acho justo, afinal, eu tenho muito mais coisa, preciso de espaço! Sem contar as prateleiras que podiam ter livros meus, mas eu deixei para a coleção de bonecos dele. E na rotina a gente vai se entendendo. Tira uma coisa daqui, encaixa outra ali, combina o que ele gosta com o que eu gosto e a gente vai se entendendo, mas não casamos.

Ah, claro! Daqui 2 meses nasce nosso filhote que está no forno. E do mesmo jeito que vamos nos ajustando com nossas coisas, vamos nos ajustando pra preparar o mundo pra chegada do nosso pequeno.

Pensando bem, realmente não fomos a um cartório, não assinamos nada, não somos religiosos para irmos a uma igreja e nem contratamos um juiz de paz para ir a lugar nenhum. Mas se parar para pensar, somos muito mais casados do que muita gente que casou só no papel e deixou a rotina de lado.

Acho que no final as pessoas que comentaram a foto é que tinham razão, acabou que eu casei e nem notei. 


Partilhar

Nenhum comentário: