GPS >> Paulo Meireles Barguil

O casal queria conhecer o Teleférico de Bonito, município de Pernambuco.


Na véspera do passeio, o par solicitou informações no restaurante enquanto aguardava a pizza de 4 queijos, a qual, conforme a mulher depois noticiou, foi a melhor que já tinha degustado.


No dia seguinte, após chegarem no ponto ensinado, a mulher, por solicitação do homem, ligou o GPS (Global Positioning System ou Sistema de Posicionamento Global) do aifone.


Ela já relatara que não confiava no GPS, enquanto ele dissera que aquele é bastante útil, apesar de saber de inúmeros casos em que caminhos equivocados foram indicados, resultando, inclusive, em tragédias.


No início, as diretrizes pareciam adequadas.


De repente, o calçamento acabou, mas continuou razoavelmente trafegável.


Diante de uma subida um pouco íngreme, enquanto ele guiava com certa tranquilidade, afinal o teleférico fica no alto, ela revelava crescente desconforto. 


Quando chegaram na metade da segunda escalada, ela falou: "Para que eu vou descer!".


Embora sem entender a inesperada reação da companheira, ele a atendeu.


Já em terra firme, ela avistou, cerca de 20 metros na frente, uma pessoa, a quem indagou sobre o acesso.


Após alguns segundos, ela retorna com o veredito: "Não tem como continuar, pois a trilha está sendo pavimentada. O acesso do Teleférico é lá embaixo!".


Ele, então, ligou o GPS do sãosunga, que ratificou o revelado.


Agora, ele sabia que GPS também significa Sistema de Perdimento Global.

Comentários

Nadia Coldebella disse…
Qualquer GPS.

Essas maquininhas tem inteligencia própria e se uniram para dar uma perdida na raça humana. Tenho certeza disso, porque tanto o do meu carro quanto o do meu celular já me mandaram para lugares nunca dantes achados... Acho que depois ficam rindo da gente com aquela risadinha maléfica: Huuuaaá! Vai, otária!

Ainda bem que temos você para expor a verdadeira verdade para o mundo!
Zoraya Cesar disse…
o melhor GPS do mundo é a mulher: pq a gente pergunta. Homens não perguntam. Aí se perdem.

Postagens mais visitadas deste blog

NOS LÁBIOS AVERMELHADOS DE MEL >> Sergio Geia

AS ÁGUAS DE BIDU >> Sergio Geia

IGNORÂNCIA É FELICIDADE >> Albir José Inácio da Silva