MELANCOLIA >> whisner fraga

um silêncio se entranha nas abas da noite,

a menina estala os dedos e decide,

há uma trama se condensando sorrateiramente,

um intervalo entre tédios,

a menina encontra a série:

big bang theory,

relevos de luzes ecoam pela sala,

a mudez subjugada por risos,

os rostos se convertem,

a melancolia subestimada, 

e é como se merecêssemos o prazer daquela trivialidade,

a trégua,

como se comungássemos uma serenidade precária,

uma alegria que depende de resquícios,

de detalhes,

de solidariedade,

de empatia,

é preciso identificar flancos,

conspirar esperanças.

Comentários

Zoraya Cesar disse…
Com a Menina o dia se enche de esperanças!
Albir disse…
A menina embala as nossas descobertas.

Postagens mais visitadas deste blog

O VELHO CANTOR >> Sergio Geia

FEIJOADA NO SIMEÃO >> Sergio Geia