terça-feira, 5 de maio de 2015

MELHOR PARAR POR AQUI >> Clara Braga

Entrei em uma rede social e vi as pessoas revoltadas com alguma coisa relaciona à Gisele Bundchen, não consegui entender direito o que era, a última notícia que eu consegui acompanhar tinha sido a da sua aposentadoria, mas algo me diz que não era com isso que as pessoas estavam indignadas.

Outro dia entrei de novo e desta vez as pessoas estavam muito indignadas com a Kate Middleton, que apareceu de salto, maquiada, linda e maravilhosa no meio da rua só 6h depois de dar a luz. De fato, no meio da rua com um recém nascido Kate? Pesado… Mas daí para ter tempo de criar uma teoria da conspiração dizendo que ela nunca esteve nem grávida, que usava barriga falsa, que aquela criança não havia nascido de fato aquele dia, resumindo, que é tudo mentira, aí já ficou difícil acompanhar!

Já outro dia entrei novamente e me deparei com mais revoltas, reclamações, indignações e etc. Algumas muito justas, como as mobilizações em apoio ao massacre dos professores e a denuncia do racismo sofrido por uma mulher negra após postar uma foto sua no facebook. Outras já mais abstratas, como as críticas ao vestido da Rihanna que mais parecia uma pizza e rendeu diversos memes. 

Justas ou não, a verdade é uma só, rede social virou esse espaço no qual as pessoas entram se sentindo donas da verdade, juram que são super poderosas, e começam a julgar todo mundo, sem filtro ou limite algum, já que fica tudo no virtual e eu estou protegido pelo belo escudo que é a tela do meu computador. 

Há quem diga que esses comportamentos estão começando a deixar a rede social um tédio, chata, assim como o jornal. Diminuí minha relação com os jornais televisivos quando me dei conta de que só são noticiadas coisas ruins. Se é algo positivo nós vamos te dar meio minuto para falar, se for alguma tragédia nós deixamos bastante tempo no ar, forma de garantir um bom ibope.

Nesse ponto o facebook tem uma vantagem, se você tem um amigo carniceiro que só compartilha notícias absurdas, você se cansa, bloqueia a pessoa ou só exclui do seu círculo, aí, aos poucos, seu facebook vai ganhando sua cara no que diz respeito a potagens interessantes, já o jornal nacional você só pode escolher assistir ou não, não tem como ir excluindo as notícias até sobrarem só aquelas que você acha legal!

Falando em jornal nacional, legal mesmo é ver o William Bonner tentando ser despojado nesse novo formato mais tranquilo e relaxado do jornal, nossa, não combina nem um pouco, alguém tem que falar para ele! Muito engraçado! Ops… já estou aqui sendo mais uma iniciadora de fofocas desimportantes da vida alheia! Melhor para por aqui!




Partilhar

3 comentários:

Conceicao Belo disse...

Parabéns Clarinha, muito bem escrita sua crônica!
Realmente as redes sociais estão bem entediantes.
Bjs
Ceiça

Graziela Yang disse...

Me sinto muito bem lendo esse tipo de crônica, mas é isso o charme da crônica, a bisão visão tão leve de um pedaço do seu dia, o puro pensamento.
Gostei bastante, foi leve e descontraído, mais descontraido do que o novo formato do JN
http://cronicasdos17.blogspot.com.br/?m=1

Graziela Yang disse...

Me sinto muito bem lendo esse tipo de crônica, mas é isso o charme da crônica, a bisão visão tão leve de um pedaço do seu dia, o puro pensamento.
Gostei bastante, foi leve e descontraído, mais descontraido do que o novo formato do JN
http://cronicasdos17.blogspot.com.br/?m=1