sexta-feira, 12 de outubro de 2018

PRESSÃO >> Paulo Meireles Barguil

"Quando eu fui ferido
Vi tudo mudar
Das verdades
Que eu sabia
[...]
Não estou bem certo
Se ainda vou sorrir
Sem um travo de amargura"
(Guilherme Arantes, Meu mundo e nada mais)

Algo importante: para você ou para outra pessoa?

Há uma meta a ser alcançada?
 
Ou é o caminho – melhor dizendo, o andarilho – que interessa?

Se optar pela primeira, a insatisfação e a pressão serão constantes, variando apenas, se for o caso, a intensidade.
 
Se escolher a segunda, é possível o crescente prazer fruto da tranquilidade de quem conseguiu, após tirar as pesadas armaduras, encontrar a sua ferida alma, pois aquelas não conseguem protegê-la, nem permitem que ela baile.
 
Sonho que a criança e o adulto descubram que cada um carrega o que o outro tanto busca em diversos espaços-tempos.


Partilhar

Nenhum comentário: