sábado, 14 de julho de 2018

HISTÓRIAS BONITINHAS >> Sergio Geia



  

Estava pensando em escrever algo bacana para vocês. Na verdade, estou aqui, sexta-feira 13, sentado à mesa, na mesa onde costumeiramente trabalho, com a tela do computador aberta, com a sacada aberta, com esse céu cinza, esse frio matinal que faz doer o corpo, essa ressaca de Brasil pós-Copa, imaginando algo bacana pra dividir com vocês.

Mas sabe que nada me vem? Ando pensando: estou com uma dificuldade enorme de encontrar assunto. Talvez ande mais exigente (e estou), e hoje, não é qualquer coisa que me faz sentar à frente do computador e escrever. Também não sou do tipo que pega uma tela em branco e começa a escrever, a história flui, em pouco tempo está lá, nascida, vivíssima da silva. Eu sempre preciso de um esboço, uma ideia, saber o que vou contar. Aí sim, eu sento e escrevo.

Semana que vem estarei em Sampa participando de uma oficina de crônicas com a Ivana Arruda Leite. Vou aprimorar minhas habilidades cronísticas, e aproveitar pra passear um pouco, comer bem, dar umas voltas, quem sabe um museu, ou show, e estudar um pouco.

Espero voltar mais criativo, vivo (Deus! Ultimamente vejo tanta violência na Frei Caneca!) e com histórias bonitinhas para contar.




Partilhar

8 comentários:

João Guarnieri disse...

É isso aí, Sergio. Essa oficina de crônicas deve ser um show! Boa estada pra você na nossa querida capital. Abraço.

sergio geia disse...

Valeu, João! Show!

DAntonio Siqueira disse...

Geia, antes de mais nada aproveite mesmo essa oficina, o quanto melhor estiver, melhor pra nós leitores, porém sou seu fã em crônicas a 30 anos, do tempo do caminhã do bando.kkkkk grande abraço.

sergio geia disse...

Grato, Darci! Bora!

Zoraya Cesar disse...

hahaha, mesmo sem assunto ele tem assunto! e escreve sobre o sem assunto com a delicadeza de sempre. Boa viagem!

sergio geia disse...

Ah, Zoraya, so você mesmo. Obrigado, amiga, pelo carinho de sempre.

Francisco disse...

Me identifiquei. Também não gosto de escrever por escrever, fico procurando uma ideia que me estimule e que eu goste.

sergio geia disse...


Obrigado, Francisco, pelo comentário. É isso aí, estamos juntos nessa!