SÓ MAIS UM(A) >> Paulo Meireles Barguil

A depender do conteúdo, do tom e de quem a verbaliza, esta frase provoca distintas emoções no destinatário.


Ela pode expressar um pedido, uma concessão, um convite...


Quem ouve, para dar a resposta, costuma considerar não somente o contexto, mas inúmeras variáveis, de modo especial as suas lembranças relacionadas a esta expressão e do histórico de quem a proferiu.


Quando é algo que também se deseja, há grande probabilidade de que aconteça, sem maiores empecilhos, conforme enunciado.


Porém, se houver conflito de interesse, é quase certo que começará uma negociação, cujo meio e final são incertos.


E, de suspiro em suspiro, seguimos...

Comentários

Nadia Coldebella disse…
Acho que minhas lembranças são alcoólicas! Só mais uma me lembra uma época da vida em que as responsabilidades não pesavam tanto e eu podia me dar ao luxo de permanecer um tempo maior na mesa com a galera...
Talvez só mais uma oportunidade de ter a vida mais leve?
Belo texto!!
Um gde abço!
sergio geia disse…
A força das palavras e o quanto de emoções que elas podem provocar. Às vezes um erro de pronome já basta para criar a confusão, provocando tristeza e dor no destinatário. Paulo, também embarquei na Nádia, e a primeira coisa que me veio à cabeça foi mesa de bar, especialmente no tempo em que a preocupação era quase zero.
Zoraya Cesar disse…
Paulo e suas concisões literárias sempre cheias de camadas. Bom demais.
Albir disse…
Costuma ser uma expressão mentirosa de quem vai negá-la e repeti-la com suas variantes: só mais essa, é a última, pra encerrar, saideira.

Postagens mais visitadas deste blog

DIAS MELHORES >> whisner fraga

O MENINO DA MEIA PRETA >> Sergio Geia

O PAVÃO AZUL >> Sergio Geia