NÃO É MESMO?? >> Clara Braga

Então parece que o ano virou, não é mesmo?

Ainda que essa seja apenas a primeira semana do ano, já consigo observar que as pessoas de modo geral estão divididas quanto à possibilidade de um ano realmente novo, diferente dos demais anos, quando estávamos todos tomados pela energia da renovação.

De um lado dessa divisão, vejo os otimistas. Esse grupo se apega à ideia de que pior do que foi não dá para ficar, então, mesmo que 2021 não tenha chegado para ser um ano apoteótico, pior que 2020 ele não vai ser, ou seja, já estamos no lucro.

Do outro lado está o grupo que eu não sei se chamo de pessimista ou realista. Nesse grupo estão as pessoas que sabem que o que fez 2020 ser ruim foi a pandemia, e como ela não parece estar indo embora, não tem muito como esperar que esse novo ano seja muito diferente.

Para as pessoas desse último grupo, no qual eu me incluo, tenho uma notícia: parece que 2020 não foi um ano 100% perdido, algumas pessoas se esforçaram para olhar de perto e, acreditem, conseguiram ver uma luz no fim do túnel. Me explico: você sabia, por exemplo, que nunca o mundo pesquisou tanto como ajudar os outros? Pois é, e tem mais, nesse ano a pergunta "como ser antirracista" foi mais pesquisada do que "como ser um milionário"!

Claro, seria maravilhoso poder afirmar com total certeza que nenhuma dessas pesquisas foi feita pelo celular enquanto a pessoa tomava uma caipirinha aglomerada na beira da praia, mas não podemos negar: é uma luz no fim do túnel da humanidade.

Aliás, enquanto todos nós assistíamos às cenas das praias lotadas e alguns de nós ficavam em choque, uma outra cena muito bonita aconteceu e aqueceu nossos corações: pela primeira vez uma partida de futebol foi paralisada pelos jogadores que se negaram a continuar em campo após um deles ser vítima de racismo. Se você não se emocionou nem um pouco com essa cena, desculpe avisar, mas você já deve estar um pouco morto por dentro.

Bom, confesso que pesquisei outros fatos que pudessem ser interessantes para contribuir com um início de ano mais otimista para você, leitor, mas realmente o ano não foi fácil. Mas certamente, ver algumas pessoas já tomando a vacina, nos deixa esperançosos. O problema é que outro dia me lembraram que o filme Mad Max se passa no ano de 2021, e do jeito que as coisas andam por aqui, é capaz que seja ambientado no Brasil.

Comentários

Sandra Modesto disse…
Crônica muito real. Gosto muito de acompanhar suas crônicas, Clara.
Estou no segundo grupo, como você, Clara. Mas fiquei tão feliz com a luz no fim do túnel que você dá, achei lindo a mudança da pergunta mais pesquisada na internet, não sabia. Meu coração se encheu de esperanças pela humanidade novamente, obrigada :)
Zoraya Cesar disse…
Se for pra ser Mad Max, q pelo menos seja com o Mel Gibson. A coisa não é brincadeira, mas se a gente nao rir... Feliz Ano Novo, Clara e todos!
Albir disse…
Se for Mad Max, que seja com a gloriosa Tina Turner.
Em em meio ao caos, a gente precisa de otimismo e boas lembranças.
Paulo Meireles Barguil disse…
Como será o Mad Max 2? ;-)

Postagens mais visitadas deste blog

SETEMBRO DE MANHÃ >> Sergio Geia

MELANCOLIA >> whisner fraga

FEIJOADA NO SIMEÃO >> Sergio Geia