GRILOS >> Paulo Meireles Barguil

Cada pessoa tem seus grilos.


Eles possuem idades e temas variados.


Alguns são contados em dias, outros precisam de anos.


As problemáticas contemplam aspectos estéticos, sociais, financeiros, sexuais...


Fatores ambientais influenciam tanto na proliferação quanto na mortandade deles.


Enquanto algumas pessoas preferem mantê-los em segredo a vida toda, outras os confidenciam para alguém (que acredita ser) de confiança.


Há, ainda, aquelas que não têm qualquer temor em expressá-los.


Eu sou uma delas!


Quer conhecer um pouco dos meus? Clique aqui.

Comentários

Sandra Modesto disse…
Gostei muito. Do texto e do áudio super criativo.
Nadia Coldebella disse…
Querido Paulo, estes seus grilos são extremamente específicos e, imagino, até agradáveis de contemplar em dias mais letárgicos. Vou ter q me esforçar muito para os meus grilos atingirem o patamar dos seus. A propósito, adorei a interatividade!
Zoraya Cesar disse…
Ahhhh, Paulo, que delícia! E que surpresa. Gostei de como vc nos levou até o final redentor! Uma surpresa gentil. Que seus grilos sejam sempre esses.
Alfonsina disse…
Hahaha adorei seus grilos! Pra mim funcionou como um lembrete: acho que todos os grilos de resumem a isto no final ;)
Albir disse…
Minha esperança é ter também esses grilos.
Paulo Barguil disse…
Gostei de saber, Sandra, Nadia, Zoraya, Alfonsina e Albir, que meus grilos não grilaram vocês! ;-)

Postagens mais visitadas deste blog

A CORUJA >> Sergio Geia

RESGATE DO PASSADO parte 2 - UMA AVENTURA DO DETETIVE SEM NOME >> Zoraya Cesar

UMA PRETENSA TEORIA DA COISA >>> Nádia Coldebella