BEM-TE-VI >> Paulo Meireles Barguil

 

"Bem te vi, bem te vi
Andar por um jardim em flor
Chamando os bichos de amor."
(Paulinho Pedra Azul, Jardim da Fantasia)


Não é sempre que vemos o bem.


Há épocas e locais, em que ele é raro.


Às vezes, só dá para escutar. 


Precisa ter (muita) paciência e esperança.


E ajustar o som no máximo.


Enquanto houver tempo, cultive o bem: dentro e fora de você.


O vento sopra em várias direções...

Comentários

Zoraya Cesar disse…
Que doçura, Paulo. Uma lição profunda cheia de simplicidade e sabedoria ofertada de maneira tão singela!
Albir disse…
Zoraya tem razão: açúcar refinado e soprado pelo vento.

Postagens mais visitadas deste blog

PARA QUEM ACREDITA NO NOEL >> Sergio Geia

ESTRELAS E TROVOADAS NO MONTE - 2ª parte >> Albir José Inácio da Silva

ESTRELAS E TROVOADAS NO MONTE - final >> Albir José Inácio da Silva