SUSTO >> Paulo Meireles Barguil


"Por dentro
Com a alma atarantada
Sou uma criança
Não entendo nada..."


E, então, algo inesperado, agradável ou não, acontece...


– "Será que estou grávida?".


Uma mesma situação é sentida de modo peculiar por cada pessoa, variando a intensidade e o tipo (agradável ou não).


O surgimento (ou o desaparecimento), com distintas gradações temporárias, de uma pessoa, um animal, um fenômeno da natureza, um sintoma...


– "Será que estou doente?".


A ocorrência pode ser temida, querida ou desconhecida.


Ah, este tempero agridoce da vida...

Comentários

Zoraya Cesar disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Zoraya Cesar disse…
Sua perfeita crõnica agridoce!
Carla Dias disse…
Na brevidade do texto, a vida brincando com a duração que oferece a cada um de nós. Muito bacana.
Albir disse…
A perplexidade nossa de cada dia! Nunca estamos suficientemente preparados.
Paulo Barguil disse…
Grato, Zoraya, Carla e Albir pela presença, a qual me alegra.

Postagens mais visitadas deste blog

ALUGUEM OS MORTOS >> whisner fraga

CONFLITO >> whisner fraga

COM ZANGA E ESTRIPULIA >> Sergio Geia